Comissom Lingüística da AGAL aprova um documento codificador do léxico galego

CL-AGAL elegeu por unanimidade a professora Beatriz Bieites como novo membro

Quarta, 05 Outubro 2011 08:25

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Numha frutífera reuniom, a Comissom Lingüística da AGAL (CL-AGAL) aprovou no passado sábado 1 de outubro em Santiago de Compostela um importante documento codificador, encaminhado a orientar os usos lexicais no seio do galego-português da Galiza, lançou um projeto de codificaçom prosódica e elegeu como novo membro da instituiçom a professora Beatriz Peres Bieites.

O documento padronizador do léxico virá a lume dentro de uns meses sob o título O Modelo Lexical Galego. Fundamentos da Codificaçom Lexical do Galego-Português da Galiza e representa um marco no ámbito da normativizaçom do galego e na própria vida da Comissom, porquanto nengum instrumento codificador definira até agora de um modo tam preciso e tam completo o padrom lexical da variedade galega da língua como este texto da CL-AGAL, e porque havia mais de vinte anos que —deixando de parte a Atualizaçom Ortográfica[PDF] de 2010— esta instituiçom académica nom emitia um texto normativo de grande envergadura, após a publicaçom da segunda ediçom do Estudo Crítico (1989), que contém a inicial proposta ortográfica e morfológica da CL-AGAL. Fruto de um trabalho de vários meses, que também contou com a participaçom de alguns colaboradores externos, O Modelo Lexical Galego foi delineado sob a orientaçom científica do Prof. Carlos Garrido, Presidente da CL-AGAL, quem, de modo iminente, vai publicar nas Edições da Galiza umha extensa monografia sobre léxico galego, intitulada Léxico Galego: Degradaçom e Regeneraçom, cujas linhas-mestras inspiram a redaçom do documento codificador da Comissom. Este, que oferece umha indispensável orientaçom sobre os usos lexicais cultos realizáveis na língua autóctone da Galiza, é organizado em duas partes, de modo que na primeira, de prescriçom enunciativa, se proponhem as regras ou princípios gerais que, aplicados polo codificador ou, de modo autónomo, polo utente da língua, definem e engendram o padrom lexical galego aqui formulado; na segunda parte, o documento codificador oferece, como corolário da primeira parte, e a modo de prescriçom propositiva, umha série de vocabulários de pequena extensom que explicitam de forma económica e prática que unidades e configuraçons lexicais fam parte do padrom lexical galego e quais nom.

Umha vez concluído o projeto de codificaçom lexical com a aprovaçom de O Modelo Lexical Galego, na reuniom do sábado passado a CL-AGAL também manifestou a sua vontade de completar o labor de padronizaçom básica da língua lançando um projeto de codificaçom prosódica, dirigido polo Prof. Jorge Rodrigues Gomes, Secretário da Comissom, e que aspira a oferecer orientaçom no respeitante às realizaçons fónicas em galego e a contribuir para a configuraçom de um modelo prosódico culto.

Já no plano da organizaçom institucional, o Plenário da CL-AGAL reunido no passado sábado tomou conhecimento da demissom como membros da Comissom, nos dous casos por motivos de índole pessoal, dos Professores Maria José Dias Pinheiro e Luís Gonçales Blasco. Precisamente, perante estas sentidas baixas, e para reforçar os labores da Comissom, o Plenário elegeu por unanimidade como novo membro a Profa. Beatriz Peres Bieites, docente de língua portuguesa na E.O.I. de Santiago de Compostela, coautora do Manual Galego de Língua e Estilo e comprometida militante da causa da normalizaçom do galego e da sua eficaz implantaçom no sistema educativo.

{jcomments off}