Governo catalám anuncia campanha convidando os catalanofalantes a nom mudarem de língua quando lhes falarem castelhano

Carod Rovira: «Nom som as línguas as que salvam os países, mas ao invés»

Quinta, 11 Setembro 2008 07:44

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - O conselheiro de Vice-presidência da Generalitat, Josep-Lluís Carod-Rovira, anunciou, em declaraçons proferidas nesta semana à estaçom de rádio COMRàdio, que Política Linguística da Generalitat levará a cabo proximamente umha campanha dirigida aos catalanofalantes, instando-os a nom mudar de língua quando alguém se dirigir a eles em castelhano.

Segundo o conselheiro o melhor gesto de boa educaçom e de respeito que um catalám pode ter para alguém de fora é tratá-lo «como alguém que quer ser de dentro», e aos de dentro «já se lhes fala em catalám».

Para Carod nom usar o catalám com as pessoas que ainda nom falam a língua de forma fluída é «pôr uma barreira, assim nom falarám nunca catalám». No entanto, é preciso, na sua opiniom, fazer as cousas «com simpatia, com habilidade e mao esquerda. Nom som as línguas as que salvam os países, mas ao invés".

Segundo o conselheiro do tripartido catalám é chave «despolitizar» a língua para que ela possa sobreviver. Nesse sentido, na sua opiniom é significativo que «às vezes é-se demasiado forte e contundente com os mais fracos, com os que acabam de chegar, e polo contrário, é-se bem mais benevolente com os mais fortes».

 

+ Fonte: