Uso do catalám cai sete pontos no País Valenciano

Na cidade de Valência apenas 9,7% dim falar essa língua de forma habitual

Sábado, 27 Setembro 2008 10:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Só 52.5% de cidadaos do País Valenciano som competentes para falar valenciano (catalám do País Valenciano), a pior cifra dos últimos anos. Estes dados fôrom apresentados por Escola Valenciana-Federació d'Associacions per la Llengua (FEV) durante o início da campanha "Parla'm em valencià" ("Fala-me em valenciano").

Segundo o estudo realizado pola FEV de 1993 a 2006 a percentagem de uso do valenciano caiu 7 pontos, de 59.5% para 52.5% actual. O pior dado surge na cidade de Valência, onde só 9.7% dim falar a língua do País de forma habitual. Na cidade de Alacante, 58.5% falam-no pouco ou nada, e em Elxe 42.5% também nom o usam nunca, ou no o sabem.

A FEV apresentou no passado dia 25 de Setembro a campanha "Parla'm em valencià" que tem por objectivo aumentar o uso do valenciano. A principal via para conseguír isso é a promoçom da sua campanha "Voluntariat pel valencià" ("Voluntariado polo valenciano"), que impulsiona pares linguísticos entre falantes da língua e gente que a desconhece, nomeadamente emigrantes.

Os apoios públicos, no entanto, nem som muitos. A Conselharia da Educaçom do governo valenciano continua sem responder as petiçons de ajudas da FEV, e a carência de praças de ensino em valenciano faz com que quase 100.000 alunos tenham de estudar em praças de ensino em castelhano, contra a sua vontade.

Ainda, 40% do profesorado exercem aulas de valenciano sem ter a concorrência linguística necessária, conforme as entidades defensoras do catalám do País Valenciano.

 

+ Ligaçons relacionadas: