Umha volta a Europa em bicicleta para conhecer todas as línguas menorizadas

O bretom Emmanuel Le Merlus fará mais de 18.000 km durante um ano com o objectivo de promover a diversidade linguística

Quinta, 20 Maio 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Nationalia.cat - 18.000 quilómetros, 24 Estados e umas sessenta línguas menorizadas. Som as cifras do projecto pessoal de Emmanuel Le Merlus, um bretom adepto da bicicleta e presidente da associaçom Unidos dentro da Diversidade Linguística.

O passado 15 de maio, Le Merlus saiu de Pondi (Pontivy), na Bretanha, em direcçom Cornualha, que será a primeira parada de um périplo que o levará, durante um ano, pela maioria de países do continente europeu, lá onde há nações sem Estado e comunidades linguísticas menorizadas.

Após visitar Cornualha, Gales, Irlanda e Escócia, Le Merlus viajará à Frísia, e depois à península escandinava. Durante os meses de mais frio, e após ter visitado boa parte da Europa nortenha e do leste, tem previsto chegar às nações do sul do continente, como a Córsega, os Países Catalães e a Galiza. Em cada um dos destinos, o ciclista bretom irá-se entrevistar com pessoas e organizações vinculadas à defesa da língua.

Com esta iniciativa, Le Merlus pretende fazer uma campanha a favor da diversidade linguística em todo o continente, bem como dar a conhecer a realidade do povo bretom. Conta com o apoio da rede de escolas bretoas Diwan, bem como o dos conselhos gerais de Finistère e Côtes-d'Armor e a entidade bancária Crédit Mutuel de Bretagne.

 

+ Ligações relacionadas: