Partido Popular apaga definitivamente TVC no País Valenciano

Pola primeira vez em 26 anos a televisom pública catalã nom se pode ver em nenhuma parte do País Valenciano

Segunda, 21 Fevereiro 2011 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Acçom contra o fechamento dos repetidores de ACPV, no ano 2010

Nationalia.cat - O executivo valenciano comandado polo Partido Popular de Francisco Camps conseguiu na madrugada da passada sexta-feira, dia 18, culminar uma de suas obsessões políticas: o fim das emissões da Televisió de Catalunya (TVC), a televisom pública do Principado da Catalunha, em todo o território valenciano.

Uma mudança legislativa de última hora previa sanções de 120.000 euros mensais contra Acció Cultural del País Valencià, a entidade cívica e cultural que desde o ano 1984 se tem afanado em instalar repetidores em todo o território para fazer chegar Tv3, 3/24, 3XL e 33 aos lares do país. Contodo, Acció Cultural mostra-se convencida que os canais da TVC logo se poderám ver via TDT.

Um ataque à liberdade de expressom

A cruzada dos sucessivos Governos valencianos vem de longe. Vários presidentes da Generalitat tentaram clausurar os repetidores desde que deram a andamento. Mas durante o mandato de Francisco Camps intensificaram-se os procedimentos judiciais contra Acció Cultural, e acumularam-se as sanções económicas. A estas alturas, a entidade cívica já deve mais de 600.000 euros à justiça valenciana.

Os repetidores puseram-se em andamento entre 1984 e 1986, após uma campanha popular e com o apoio económico de mais de 150.000 valencianos. Tv3 foi o primeiro canal em língua catalã disponível no País Valenciano, já que a televisom autonómica valenciana, Canal 9, nom começou as emissões até o ano 1989.

No ano passado, ante o assalto contra as repetidores, Acció Cultural promoveu um abaixo-assinado para que o Congresso dos Deputados aprovasse uma nova lei facilitando a recepçom de canais autonómicos em todos os territórios do domínio linguístico. A acçom recolheu mais de 650.000 assinaturas em todo o Estado.

Resposta contundente nas redes sociais

A notícia provocou uma reacçom imediata na internet, em todo os Países Catalães. Desde a madrugada da passada sexta-feira, meios de comunicaçom como Vilaweb, MónDivers, L'Accent ou Llibertat encenaram um apagom informativo em solidariedade com Acció Cultural, e outros sites seguiram o exemplo, como Esperanto.cat, Triallibres.com e Obra Cultural Balear, entre muitos outros. No Twitter, os hashtags (chaves) #sensesenyal, #volemTV3 e País Valenciano som 'trending topics' (assuntos mais debatidos) no Estado espanhol.

 

Mais informacão: