Comunicado do júri do prémio de gaita 'Constantino Bellón'

Para os membros do júri, as oportunidades de criaçom cultural que brindou o prémio musical nom deveriam esmorecer por questons administrativas

Terça, 25 Agosto 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Cartaz do concurso com desenho de Luís Seoane

PGL – Perante a necessidade de proceder à suspensom da 19ª ediçom do concurso de gaita que cada ano celebra o Ateneu Ferrolám por mor da supressom das ajudas económicas, os membros do júri fizérom público um comunicado no que explicam e avaliam as causas do aprazamento.

No comunicado, os membros do júri explicam que por causa da impossibilidade de confirmar em tempo as ajudas económicas que a Secretaria Geral para a Emigraçom da Junta da Galiza e o Concelho de Ferrol vinham prestando sem interrupçom desde há dezoito anos, decidírom adiar o concurso  para evitar o incumprimento das bases.

Contodo, o júri conformado por Víctor Fernández Gabeiras, Xesús Vaamonde Manteiga, Xavier Rodríguez Fariñas, Pablo López Torneiro e Xoán Rodríguez Silvar, confia em poder contar no futuro com os apoios da administraçom autonómica e local como já tinha sucedido nas dezoito ediçons anteriores, e mercê à qual o prémio Constantino Bellón conseguiu sucesso e reconhecimento na comunidade musical galega.

Finalmente, os organizadores lamentam os prejuízos que este aprazamento poda causar entre o público e os participantes, nomeadamente, entre os intérpretes e compositores que ano após ano dedicam intensos esforços durante meses para conseguir reconhecimento no concurso e por esta razom, o júri oferece-se para paliar os prejuízos causados por este transtorno no que estiver da sua mao.

O concurso

Criado polo Ateneu Ferrolám em 1991, o prémio de gaita ‘Constantino Bellón’ nasceu com a intençom de actuar como plataforma de expressom e apresentaçom de novas peças e autores, e para ajudar a manter e potenciar a música tradicional de gaita galega.

Desde o ano 1996 podem participar no concurso até quatro gaiteiros das comunidades galegas do exterior, que participam na categoria ‘Gaiteiro de Soutelo’. O concurso conseguiu desta forma umha importante difusom mundial graças à publicidade feita em todos os centros galegos da diáspora.

Já em 2008, o concurso incluiu o ‘Prémio Seivane’, em que o participante que a olhos do júri melhor defina a imagem tradicional do gaiteiro, quanto à sua presença e interpretaçom musical, é obsequiado com umha gaita feita polo aclamado artesãm cambrês e personalizada especialmente para a ocasiom.

Ademais, os organizadores tencionavam publicar três livros de investigaçom nos que tiveram lugar os apartados História e evoluçom da gaita, Afinaçom da gaita e A palheta e o roncom, assim como publicar todas as partituras inéditas, mais de 500, apresentadas na totalidade das ediçons do concurso. Além do mais, os organizadores contam com dezassete finais gravadas em formatos de longa duraçom, áudio e disco compacto.

 

+ Ligaçons relacionadas: