Suspeitam que novo decreto de galego sairá em férias

As acçons do governo do PP merecem umha resposta estudantil em forma de greve e paralisaçom da escola

Segunda, 21 Dezembro 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

AGIR - Segundo fontes parlamentares, o conselheiro galegófobo, o incompetente Jesús Vázquez, vem de acreditar as suspeitas respeito à mais antipopular data para realizar a apresentaçom do novo Decreto para a língua galega no ensino. Será, ao que parece, em breves, coincidindo com as férias de Natal.

Semelhante escolha procura, como é regra na prática desta conselharia, eludir qualquer contacto com os colectivos educativos que devem ser consultados para a aprovaçom e posta em funcionamento dumha normativa claramente contrária aos interesses expressos da maioria da comunidade escolar do País.

Jesús Vázquez, que sabe que joga em terreno alheio (joga a ser o mais espanhol na Galiza), quer aproveitar a momentánea retirada da vida nas aulas para meter um gol aos milhares de estudantes que, entre outros sectores da escola saímos às ruas em várias ocasions este ano lectivo e o passado para mostrar com a força das massas que nom queremos ir para atrás na presença do idioma nacional na escola. Que as maiorias parlamentares do PP nom se podem traduzir em esmagadoras imposiçons do espanhol.

Estaremos mui atent@s à verificaçom deste novo decreto e ao seu conteúdo e anunciamos para já que o cachondeo do governo do PP merece umha resposta estudantil em forma de greve e paralisaçom da escola. Já está bem de que nos ignorem!