Comunicado dos Comités de Ponte Vedra perante a discrimiaçom no IES ‘Sánchez Cantón’

Cinco alunos fôrom beneficiados por nom aderir à greve, enquanto vinte e cinco tivérom graves conseqüências

Quinta, 28 Janeiro 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Comités – Os Comités Abertos de Ponte Vedra, organizaçom estudantil que defende os direitos dos estudantes galegos desde há mais de vinte anos, quer expor sua posiçom a respeito da iniciativa parlamentar apresentada polo deputado do BNG, Bieito Lobeira.

Os Comités temos como objectivo primordial, como mencionámos antes, a defesa dos direitos dos estudantes da Galiza, e portanto, nom podemos deixar passar os acontecimentos do IES ‘Sánchez Cantón’ de Ponte Vedra, que tivérom lugar no dia 21 de Janeiro do presente ano.

Vemos inaceitável que um professor reste na nota 0,25 pontos por nom freqüentar às aulas num dia de greve, pois é direito do alunado secundar ou nom estas convocatórias.

É também vergonhoso que este professor retire do exame aos alunos assistentes à aula (cinco de trinta) a matéria ministrada no dia dos acontecimentos.

Parece-nos intolerável que em pleno século XXI se tomem represálias por defender a nossa língua num gesto democrático como o que tivo lugar no passado 21 de Janeiro, em que mais de 80.000 pessoas se manifestárom contra do decreto em Santiago de Compostela, quando 90% da comunidade educativa secundárom a greve.

Damos o nosso total apoio ao deputado Bieito Lobeira e ao alunado do IES ‘Sánchez Cantón’ de Ponte Vedra, aguardando que a Conselharia da Educaçom e Ordenaçom Universitária inicie umha investigaçom para resolver este problema.

 

+ Ligaçons relacionadas: