Comunicado do IC perante a polémica pelas declarações da presidenta do organismo sobre o ensino do português no estrangeiro

As declarações da recentemente nomeada presidenta do IC sobre a possibilidade de o ensino de português acabar nalguns países do estrangeiro estão a causar grande polémica

Quinta, 28 Janeiro 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

IC – A Presidente do Instituto Camões (IC), Professora Doutora Ana Paula Laborinho, afirmou hoje que a estratégia definida para a instituição que dirige visa a dignificação, qualificação e o reforço do ensino português no estrangeiro.

Ao receber o Conselho Permanente das Comunidades Portuguesas, a Presidente do IC assegurou que não haverá desinvestimento no ensino português no estrangeiro, manifestando admiração pelas reacções havidas a recentes declarações suas, feitas à margem de um evento, e não devidamente contextualizadas.

A Prof. Dra. Ana Paula Laborinho explicou que, ao receber as novas competências na área do ensino português no estrangeiro, o IC pretende, pelo contrário, proceder ao reforço da rede de ensino da Língua Portuguesa e à sua articulação com os vários níveis dos sistemas de ensino nos países de acolhimento.

No ensino português no estrangeiro, a Presidente do IC sublinhou que ‘cada caso é um caso’. O diagnóstico feito mostrou que existem várias modalidades que vão da integração curricular, ao ensino paralelo, às escolas comunitárias e não é intenção do IC introduzir rupturas que criem dificuldades ao que já existe no terreno. O que se trata é de reforçar a rede existente e dignificar, qualificar e creditar a oferta de ensino/aprendizagem de Português no estrangeiro.

A Presidente do IC afirmou ainda que o processo de internacionalização da Língua Portuguesa não é prejudicial às comunidades portuguesas. Pelo contrário, o objectivo é que a internacionalização da língua portuguesa se transforme numa mais valia para as comunidades.

 

+ Ligaçons relacionadas: