Inauguração da Biblioteca Popular Galega

Primeiro evento que acolhe será a apresentaçom dos Cantares Galegos em Acordo Ortográfico

Quinta, 10 Fevereiro 2011 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

EPG - Depois dum longo e minucioso trabalho de classificaçom, registo e catalogaçom que se demorou para além do inicialmente previsto, o próximo 12 de fevereiro abrirá as suas portas a Biblioteca Popular da Escola Popular Galega.

A Biblioteca Popular constitui um dos piares centrais do projecto da EPG; enquanto projecto de educaçom popular de adultos/as, de base e auto-gerido, orientado a dotar à comunidade nacional galega de ferramentas formativas e educativas que aportem os materiais com os que construir valores, cultura e ideologia próprias à margem de Espanha e do capital, dotarmo-nos dum material bibliográfico e documental de seu é um objectivo prioritário.

É por isto que desde a EPG nom duvidamos em investir o tempo, os recursos económicos e o trabalho militante necessário para pôr em andamento a biblioteca. Para além de habilitar o local com as condiçons e o mobiliário preciso para facilitar o trabalho de leitura, consulta e investigaçom, também dotamos à biblioteca dum programa informático que permitirá umha óptima gestom dos seus recursos.

 

A Biblioteca Popular da EPG parte dum fundo constituído por mais de 2.000 volumes, entre os que se encontram títulos de importante valor. A dia de hoje um novo lote de 200 livros e revistas já aguarda para ser registado, classificado e catalogado, polo que presumivelmente o fundo bibliográfico seguirá medrando.

A biblioteca está organizada por volta de três grandes blocos: Livros, Revistas e textos fotocopiados e Livro infantil e juvenil. Por sua vez o bloco de livros está organizado seguindo a Clasificaçom Decimal Universal (CDU), o que permite ordena-los de modo eficaz e favorece a sua localizaçom por parte das pessoas usuárias.

Com vocaçom interdisciplinar, os fundos mais importantes e numerosos acham-se, porém, nas áreas de Ciências Sociais (Economia, Política, Sociologia, Direito, Teoria política, etc.) e Humanidades (História, Biografias, Literatura galega, Filologia galega e portuguesa, Sociolingüística, etc.). Entre os fundos bibliográficos mais importantes destacam os seguintes:

  • Umha colecçom facsímile enquadernada dos 100 primeiros números da Revista GRIAL.
  • Umha colecçom facsímile encadernada da Revista Nós.
  • A Enciclopédia Galega Universal.
  • Dicionários e gramáticas de lingua galega e portuguesa.
  • Perto de 200 títulos sobre teoria e pensamento socialista, desde os clásicos (Marx, Engels, Lenine, Luxemburg, Trotski, Mao, etc.) até autores e autoras socialistas modernas.
  • Mais de 100 biografias, memórias ou livros de conversas com pessoeiros da língua, a cultura, a sociedade e a política galega.
  • Umha colecçom de 50 títulos da Biblioteca Básica da Cultura Galega.
  • Perto de 500 títulos de obras de poesia, teatro e romance da literatura galega.
  • Umha compilaçom temática dos livros mais importantes publicados sobre a catástrofe do Prestige.
  • Mais de 150 títulos de livros galegos para público infantil e juvenil.
  • Perto de 100 títulos sobre temas de história galega e de história local galega.
  • Perto de 50 títulos de obras de Sociolingüística de autores/as galegos/as e non galegos/as.

Para poder aceder aos fundos da biblioteca cumpre ser sócio/a da EPG, do CS Revolta ou de algumha das entidades ou organizaçons com as que a EPG tem assinado um convénio de colaboraçom. Inicialmente o horário de abertura limíta-se aos sábados de 18h:30 a 21h:00, mais está previsto alargar esse horário a outros dias da semana. Durante o horário de abertura a sala manterá as adequadas condiçons para facilitar a leitura, consulta e investigaçom.

Ademais, a Biblioteca Popular também conta com um serviço de videoteca gerido polos/as companheiros de GZ Contrainfo. Por outra parte, também estamos trabalhando na catalogaçom do arquivo dos Movimentos políticos e sociais galegos, e tencionamos ampliar os serviços que presta o nosso local dotándo-o de internet e diversos jornais e revistas.

Para dar-lhe o valor que a ocasiom merece, nada mais apropiado que abrir as nossas portas o próximo 12 de fevereiro às 17h:30 com um acto oficial de inauguraçom no que decorrerá umha apresentaçom pública da reediçom de Cantares Galegos, editada por Edições Galiza, a cargo de Ernesto Vázquez Souza e Concha Rousia. E será no lugar exacto no que este livro viu a luz lá polo 17 de maio de 1863, quase que cento e cinquenta anos depois do começo da longa marcha da língua e cultura nacional galega no caminho da sua dignificaçom. Para as gentes da EPG será umha honra compartilhar com vós este nosso grande orgulho.