Conferência de Barbosa na Sociedade de Geografia de Lisboa

No mesmo acto, a AGLP assinou um protocolo de colaboraçom com esta instituiçom

Segunda, 22 Março 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Capa do Atlas Histórico da Galiza, de J.M. Barbosa e J.M. Gonçalves Ribeira

PGL - No passado 19 de março, José Manuel Barbosa ministrou umha conferência na Sociedade de Geografia de Lisboa subordinada ao título A variação das fronteiras políticas da Galiza na história. No mesmo acto, a AGLP assinou um Protocolo de Colaboraçom com esta importante instituição portuguesa.

A palestra, a que assistiram os presidentes das secções científicas da SGL, serviu para apresentar em Portugal o paradigma galeguista da história. Avalizado por prestigiosos historiadores actuais, pretende explicar importantes feitos históricos, antes desatendidos ou descartados, quer pola historiografia portuguesa, quer pola espanhola.

Segundo Barbosa, o nome da Galiza «não se corresponde com o mesmo território segundo a etapa histórica de que estejamos a falar e é por isso por que os seus limites também nom som os mesmos». O paradigma galeguista, como contraposiçom ao castelhanista, «põe sobre a mesa umha narraçom dos feitos em que a Galiza existe como ente protagonista da Idade Média e ainda de outras épocas».

Na palestra tentárom-se desvendar «aquelas chaves que até agora não levam sido publicitadas porque a Galiza nom tinha possibilidade de as expor como sim tem sido possível com a Catalunha e o País Basco» porque nesses países «sim há um poder autocentrado que nom só permite, mas impulsiona o estudo da própria História como elemento fulcral na (re-)construçom nacional, apesar do castelhanismo ideológico».

Protocolo

O evento foi o quadro para a assinatura do Protocolo de Cooperação e Apoio Recíproco entre a AGLP e a SGL, na presença do público, dos responsáveis das secções de Antropologia, Ciências Sociais, Etnografia e História, e dos académicos galegos José Manuel Barbosa e Joám Trilho. Pola Sociedade de Geografia de Lisboa assinaram o Sr. Presidente, Prof. Luís Aires-Barros, e o Secretário-Geral, Prof. João Pereira Neto. Pola Academia Galega, o seu secretário, Ângelo Cristóvão. O acto finalizou com o intercâmbio de publicações.

O protocolo está destinado «à promoção das relações e intercâmbios culturais, científicos e educacionais, nos domínios de interesse comum, acordando a divulgação das respetivas atividades, nomeadamente as relacionadas com a investigação, difusão e defesa da língua portuguesa, e com a situação do português da Galiza».

A palestra em vídeos
[disponibilizados polo Movimento Internacional Lusófono]

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.