Disponibilizadas na rede a crónica e o áudio da conferência ‘Paralelos; Porto Rico - Galiza’ por Maurício Castro Lopes

A conferência desenvolveu-se numha sala lotada de público

Terça, 30 Março 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Maurício Castro

PGL – A Agrupaçom Cultural O Facho, da Corunha, disponibiliza no seu blogue o áudio e a crónica da última palestra organizada pola agrupaçom, proferida polo professor Maurício Castro Lopes na passada quarta-feira.

Na sua intervençom, e perante umha sala lotada de público, o professor falou sobre a pressom que exerce o castelhano e o Estado espanhol sobre a nossa língua e os paralelismos existentes, já a dia de hoje, com o caso do espanhol de Porto Rico, fortemente debilitado pola presença do inglês.

Oferecemos a seguir a crónica. O áudio pode ser escuitado na íntegra nesta ligaçom.

Com um salom de expectante público, o professor e ensaísta Maurício Castro Lopes ofereceu umha interessantíssima palestra sobre a situaçom da Língua galega dentro do Estado espanhol, em paralelo com a situaçom do castelhano em Porto Rico.

O conferencista encetou a sua exposiçom dando a conhecer uns elementares alicerces de sócio-lingüística para que os ouvintes fossem capazes de criarem por si próprios umha análise individual sobre a temática por ele exposta.

Maurício Castro mostrou também, através de um vídeo emitido pola televisom espanhola sobre a situaçom do espanhol na ilha dos borícuas, a existência de dous discursos por parte do reino borbónico sobre as línguas em contacto. À vez foi prova manifesta que é o poder político a ferramenta axial para o domínio de umha das línguas em conflito. Que é o poder político quem categoriza a língua na que se desenvolverá a comunicaçom entre a Administraçom Pública e os cidadáns, que trairá como conseqüência o avocar a língua dominada ao desastre, que no nosso País é a Língua Galega.

Ao findar a sua explicaçom, o professor Castro animou um mui interessantíssimo debate.

 

Sobre o autor:

Maurício Castro Lopes nasceu em Ferrol, Galiza, no ano 1970. É licenciado em Filologia Galego-Portuguesa pola Universidade de Santiago de Compostela (USC), exercendo na atualidade a docência de português na Escola Oficial de Idiomas de Ferrol, após ter lecionado nas escolas oficiais de Badajoz (Estremadura), da Corunha e noutros pontos da Galiza durante a última década.

Porém, a sua relação com o idioma galego-português remonta à sua adesão militante desde a juventude, tendo participado em diferentes projetos de auto-organização em defesa dos direitos lingüísticos do povo galego. É autor ou co-autor de obras divulgativas como a História da Galiza em banda desenhada (1995), Manual de Iniciaçom à Língua Galega (1998), Manual Galego de Língua e Estilo (2007) ou Galiza Vencerá! (2009).

Presidiu o primeiro Centro Social reintegracionista em defesa do galego, aberto pola Fundaçom Artábria em Ferrol no ano 98. Posteriormente, em 2007, foi eleito membro da Comissom Lingüística da AGAL (Associaçom Galega da Língua), da qual continua a fazer parte. Tem colaborado ou colaboração publicações impressas como Abrente ou Agália, e com meios digitais como o PGL, Vieiros ou Gznacion, entre outros. Recentemente, tem participado na fundaçom do jornal digital de informaçom crítica Diário Liberdade.

 

+ Ligaçons relacionadas: