AGAL visibilizou a estratégia reintegracionista no Festigal 2011

Por terceiro ano consecutivo, a AGAL estivo presente com um posto de grandes dimensões

Quarta, 03 Agosto 2011 07:12

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Há umha semana decorreu em Santiago de Compostela a décima ediçom do Festigal, um evento organizado por diferentes entidades e que acontece cada ano com motivo do Dia Nacional da Galiza, o 25 de Julho.

Por terceiro ano consecutivo, a AGAL estivo presente com um posto de grandes dimensões e, ainda, multiplicou a sua presença instalando também umha mesa de material no passeio da Alameda, no ponto de saída das diferentes manifestações.

Também se repetiu a fórmula de 2010 de editar umha revista, a Fest-AGAL. A tiragem, de 3.000 unidades, foi repartida por vários voluntários e voluntárias por toda a Alameda compostelana antes do arranque de cada umha das três manifestações convocadas. Devido ao tema em destaque, a suposta receçom das TV e rádios portuguesas na Galiza, os exemplares desaparecêrom das mãos do pessoal voluntário em pouco tempo.

Voluntário repartindo exemplares da revista Fest-AGAL

Já no posto central agálico, na Galeria das Letras —espaço do Festigal situado no Campus Vida, o antigo Campus Sul— fôrom centenas as pessoas que se aproximárom do posto da AGAL para conhecer e comprar as novidades da ATRAVÉS|EDITORA, ou fazerem-se presencialmente com outros produtos que também estám à venda na loja online Imperdível. Várias equipas de sócios e sócias da AGAL responsabilizárom-se pola gestom do posto, e oferecêrom também aos visitantes informações sobre atividades da associaçom, como os cursos aPorto que estám a decorrer já neste mês de agosto ou os ateliês Ops!.

O bom atendimento dos voluntários fizo com que o posto
estivesse superlotado no 25 de Julho

Dentre os muitos produtos, umha das estrelas foi, como nos últimos anos, a camisola editada pola associaçom por essas datas. Neste ano, umha em homenagem a Carvalho Calero. A sua rápida venda e distribuiçom já desde o dia 24 fizo com que no próprio 25 o Campus Vida estivesse inçado delas.

Camisolas de Carvalho Calero, proximamente à venda na loja Imperdível

Também na Galeria das Letras decorrêrom as apresentações das novidades editoriais da ATRAVÉS|EDITORA. A dia 24 Poemas no Faiado. Antologia de Poesia Lusófona para Crianças, e já no 25 de Julho, 101 Falares com Jeito.

O ato de apresentaçom de Poemas no Faiado estivo conduzido por Miguel R. Penas, vice-presidente da AGAL e diretor da ATRAVÉS|EDITORA. Penas detalhou algumhas caraterísticas do trabalho e explicou que se tratava de um projeto «muito especial» por ser o primeiro livro da editora que foi buscado, promovido em todas as fases pola equipa, a diferença de outros títulos que fôrom sugeridos.

De esquerda a direita, Miguel R. Penas, Xemma Fernández e José A. Serém

A seguir falárom os editores, Xemma Fernández e José Antom Serém, quem aprofundárom sobre as caraterísticas da coletânea e, ainda, propugérom um 'jogo', consistente na leitura de algum poema e o público determinar o país de origem do autor ou autora. Os equívocos, como se pode comprovar no vídeo, fôrom constantes, o qual reafirmou também entre o público a valia da estratégia reintegracionista e que, com efeito, os diferentes países lusófonos temos umha língua em comum.

No Dia Nacional da Galiza tivo lugar o lançamento de 101 Falares com Jeito, de Fernando Vásquez Corredoira. Apresentou o ato o presidente da AGAL, Valentim R. Fagim, quem contou acerca da sua amizade com Corredoira e da etapa de ambos como professores de escola oficial de idiomas em Ourense. Fagim salientou a experiência e conhecimentos de Corredoira, que o capacitam para enxergar erros nos usos lingüísticos que outras pessoas nom alcançam a divisar. Por sua parte, Corredoira colocou alguns exemplos desses erros, que qualificou de «castelhanismos clandestinos» devido a que pola sua feitura som maioria os falantes que acham ser fórmulas ou construções galegas quando realmente nom o som.

Valentim R. Fagim e Fernando Vásquez Corredoira

 

Vídeo-galeria

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.


Apresentaçom de Poemas no Faiado

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.


Lançamento de 101 Falares com Jeito

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.


+ Ligações relacionadas: