Modelo Aditivo de Política Linguistica, O antidoto contra o integrismo dogmático

O Facho disponibiliza áudio da conferência de Bernardo Penabade e Matías Nicieza

Segunda, 23 Fevereiro 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Bernardo Penabade (no centro) deu a conhecer o Modelo Aditivo de Burela

José Alberte Corral - Dentro do ciclo de conferências organizado polo Facho intitulado Língua, Literatura e Naçom, o dia 18 de Fevereiro, quarta-feira, o coordenador do Arquivo Documental do Concelho de Burela e professor de Ensino Secundário, Bernardo Penabade Rei, junto ao realizador cinematográfico Matias Nicieza, falárom sobre Modelo Aditivo de política linguistica Municipal que está assentada na experiência normalizaçom lingüística levada a cabo no Concelho de Burela.

«O M.A. de política lingüística é um projecto ambicioso ainda que se iniciou no ano 2006 como um planejamento para o Departamento de Língua e Literatura Galega do I.E.S. Perdouro de Burela», com esta asseveraçom principou a palestra o professor Penabade. A Junta de Galiza premiou o Modelo Aditivo como melhor projecto nesse mesmo ano. Ao ano seguinte ampliam-no e ganham por segunda vez. Voltam-no de novo ampliar com um estudo de campo audiovisual e de novo som premiados pola Junta.

Ao ter novas da existência do Plano Linguistico, o Concelho interessa-se polo mesmo entrando em contacto com a equipa criadora do Modelo Aditivo de P.L.M. As conversas realizam-se com seis concelhais, dous por cada partido político presente na Câmara Municipal, apresentando-lhes a proposta que lhe seria cedido de graça desde que o acordo de levar a cabo o Modelo Burela seja tomado por unanimidade. O comité de negociaçom do Concelho, 6 concelhais, depois de estudar o projecto comunicou-lhe que estavam dispostos assinar um documento conforme que o Plano Linguístico por eles estudado estava por diante dos seus respectivos Partidos.

Posteriormente Matias Nicieza divulgou e analisou o Dvd realizado por ele para o Plano de Política Linguistica, mostrando valiosas testemunhas expressadas polos vizinhos de Burela sobre a presença e uso do galego nos campos mais cotidianos e formais dos burelenses ( lápidas, cartons, cartazes, partilhas, testamentos, etc..) e como a nossa Língua é o veiculo de fala utilizada polos cidadáns de Burela, seja qual for a sua origem cultural, territorial, etc. Nom podemos esquecer que naquele concelho da Marinha do Norte do País moram case 160 nacionalidades diferentes.

Ao findar a exposiçom houvo um muito interessante debate, para a seguir os assistentes serem presenteados com um dvd contendo os logros e as experiências do Modelo Burela.

 
 

Descarregar MP3 [9.1 MB | 1 h 19 min]