Vituco Neira: «A música galega contemporánea é um viveiro de criatividade, de qualidade e de quantidade em todos os estilos»

Conversamos com o apresentador de 'Planeta Furancho', novo espaço da Rádio Galega Música

Quarta, 09 Setembro 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Vituco Neira é membro do grupo Ruxe Ruxe | Foto: María Galdón

PGL - A nova direcçom da Companhia de Rádio/Televisom da Galiza (CRTVG) suprimiu a começos do Verao o espaço radiofónico Aberto por Reformas, máximo expoente da música em galego. Foi umha medida muito criticada, mas parece que a estaçom pública começa a rectificar e esse espaço 'ressuscitará' de algumha forma.

Ora bem, essa 'ressurreiçom' nom será no canal generalista da Rádio Galega, mas na Rádio Galega Música, como noticiámos há dous dias no PGL. E tudo mercê ao novo programa Planeta Furancho, apresentado por Vítor Neira, 'Vituco', membro do grupo Ruxe Ruxe, colaborador de Xurxo Souto no Aberto por Reformas e ocasional apresentador desse espaço. Coincidindo com a estreia esta semana do Planeta Furancho, horas antes da primeira emissom Vituco tivo a amabilidade de responder algumhas perguntas para o Portal Galego da Língua.

 

PGL: Como se configura o programa?

Vituco Neira: A ideia é fazer um programa sem um esquema demasiado fechado e que respire livre segundo o di. Novidades, entrevistas, lembranças de bandas de tempos anteriores e até algum passeio além das nossas fronteiras. Mas o argumento fundamental de todo isto é a música actual que se fai nesta parte do mundo e no nosso idioma.

PGL: O programa pretende ser «umha aventura radiofónica que tem como fim a difusom da  música feita na terra e que quer ser altifalante, agenda e latejo diário e actual de tudo quanto acontece na nossa música». A descriçom lembra, inevitavelmente, o Aberto por Reformas, programa que, aliás, mais de umha vez apresentaste tu. Continuam os parecidos?

VN: Pois o programa imagino que será mui semelhante ao Aberto por Reformas quando o conduzia eu. Eu nom sei fazê-lo de outra maneira e espero que sirva para estar à altura e alcançar esse grande objectivo de difundir a esgalha tudo quanto se faga no nosso panorama musical.

PGL: Depois do fim do Aberto por Reformas houvo acusaçons contra a Rádio Galega de marginalizar a música do país. Planeta Furancho compensa essa decisom?

VN: A Rádio Galega tem que ser umha rádio que se nutra da música da terra na totalidade da sua programaçom. A música galega contemporánea a dia de hoje é um viveiro de criatividade, de qualidade e de quantidade em todos os estilos e seria umha mágoa que a nossa rádio nom se nutrisse desta realidade tam formosa.

Ademais estou mui contente com o feito de programar na Rádio Galega Música, pois é um quadro perfeito para criar espaços radiofónicos potentes e converter o canal numha referência do pulso musical e cultural do país. Oxalá chegue aginha o dia em que tenhamos umha programaçom diária na sua totalidade.

PGL: Porquê "Planeta Furancho"? Soa boa música nos furanchos?

VN: Abofé! Passa hoje [por segunda-feira] polo nosso e verás como che presta davondo!

PGL: Qual vai ser o contributo de Planeta Furancho à difusom da música galega? Como vam poder participar os grupos?

VN: O nosso contributo vai ser tam simples como fazer de intermediários entre os músicos e os ouvintes. A nós chega-nos música e nós espalhamo-la polas ondas aguardando que os ouvintes se surpreendam, desfrutem e quedem tam fascinados pola nossa música como o estamos nós.

A maneira de participar dos grupos é enviando-nos a sua música, deixando-se entrevistar no programa e sobretudo seguir criando e 'alucinar-nos' com o seu talento.

PGL: O horário (das 23:00 às 00:00 horas) acompanhará ou será um handicap?

VN: Pois nom o sei. Eu espero que funcione bem e se nom é assim e a culpa é do horário pois tentaremos luitar por umha hora melhor se é que a há. Mas nom esqueçades que temos o melhor dos conteúdos, e isso nom entende de horas! Avante a música galega!

 

RADIO GALEGA MÚSICA sintoniza-se no canal 11 da rádio digital, na rede e na FM nas freqüências:

Compostela - 104.2

Ferrol - 106.3

Corunha - 92.1

Cova - 96.6

Ourense - 95.6

Lugo (Capital) - 106.2

Ponte Vedra - 101.4

Vigo (Domaio) - 90.8

Xiabre (Noia, Cambados) - 88.0

Jistral - 100.2


+ Ligaçons relacionadas: