Porta-voz nacional do BNG acusa o PP de extremismo em relaçom com o galego

Guillerme Vázquez situa a defesa do nosso idioma como condiçom indispensável para regressar ao consenso lingüístico

Segunda, 21 Setembro 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

O líder nacionalista nega que exista 'imposiçom' do galego

PGL - O porta-voz nacional do Bloco Nacionalista Galego (BNG), Guillerme Vázquez, acusou o Partido Popular (PP) de participar numha «ofensiva política sobre a língua» para satisfacer os sectores mais extremistas do partido nos ámbitos galego e estatal.

Numha entrevista concedida à delegaçom galega do diário espanhol El País, Vázquez assinala que é possível falar para regressar ao consenso lingüístico, mas sempre «a partir da defesa do galego». No entanto, e tendo em conta as últimas actuaçons desgaleguizadoras do PP, entre elas a ambigüidade sobre a toponímia oficial, o líder nacionalista considera que «parece impossível» chegar a qualquer acordo.

Guillerme Vázquez também se referiu na entrevista ao termo mais utilizado polos grupos galegófobos aludindo a umha suposta 'imposiçom' do idioma galego. «A mim quando me falam da 'imposiçom do galego'», assegura o porta-voz do BNG, «só me entra surpresa. Jamais vim que se impugesse a língua a ninguém. Se há quem se sinta intimidade por essa retórica, nom é o meu caso. Trata-se de umha falácia».

 

+ Ligaçons relacionadas: