Marisol Lopes: «Esperamos que as eleições ponham a cada quem no seu sítio»

A secretária-geral de Política Lingüística foi entrevistada polo digital GZNación

Quarta, 14 Janeiro 2009 09:10

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - O digital GZNación publica hoje umha entrevista com a secretária-geral de Política Lingüística. Marisol Lopes assegura que o seu departamento ganhou ao passar de depender de Educaçom a Presidência e que se fizérom cousas «mui positivas» durante a legislatura.

Na entrevista concedida a GZNación, a secretária-geral de Política Lingüística assegura que o seu gabinete trabalha actualmente para intentar evitar a ruptura da transmissom familiar do galego, «e nessa linha temos a maior parte dos projectos», indica.

Perguntada polos resultados do labor desenvolvido em Política Linguística, Marisol Lopes evita dar respostas concretas indicando que «umha das características que tem o nosso departamento é que nom é medível em tam pouco tempo».

Sobre as críticas dos colectivos mais contrários à normalizaçom do galego, Marisol Lopes acha que se trata de organizações «minoritárias» e que «esperamos que as eleições ponham a cada quem no seu sítio».

 

+ Ligações relacionadas: