Lançamento em Tui de "Sete ch'iens a um posso" de Sílvia Capom

Sexta, 21 Junho 2013 07:10

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL- Esta sexta-feira, 21 de junho, às 19h00, terá lugar em Tui o lançamento do poemário Sete ch´iens a um posso. A apresentação será na livraria no Monumental Gastro&Cocktail Bar, sediado na rua Seijas nº 12, em Tui.

No texto da contra-capa do poemário, que reprozudimos a seguir, pode-se ver uma aproximação a esta obra:

"se as palavras fossem prescindíveis. no fundo, na superfície, o poema é a fugida, a cambalhota à procura do além. escrevo para rebentar o tempo pelas costuras, como quem pega na vida arrastada do passado, borborigma até parir dias como gomos. se o mundo fosse um fundo de oceano atravessado de uma lentidão que torne tudo tacto, líquido acariciando ombros, ondeantes os cabelos e os gestos. mole, afinal de contas. detesto as arestas, fujo sempre à questão, porque a questão no fundo é a distância, a fossa que nos afasta. escrevo para esquecer que a matéria é breve e os corpos são impenetráveis."

 

 

alt

A autora:

Silvia Capón passou a infância entre Vigo e Tui. Desde pequena as suas paixões foram a leitura, a música e a casa da sua avó materna, Rita. Basicamente, apresenta uma linha biográfica curva com função (+ ou -) inconstante, com xy's, pontos (de encontro e não), atualmente em progressão ascendente da linha 0 do plano. Voilà... Uma parábola!