Presidente do Movimento Internacional Lusófono na USC

Renato Epifânio coloca Galiza como um espaço lusófono mais

Segunda, 16 Dezembro 2013 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Nesta terça-feira, dia 17 de dezembro, vai estar na Universidade de Santiago de Compostela (USC) Renato Epifânio, presidente do Movimento Internacional Lusófono. O evento terá lugar na Faculdade de Filosofia, às 11h00, subordinado ao título "A Renascença Portuguesa e a Revista A Águia, 100 anos depois".

Renato Epifânio falará do relacionamento Galiza com a Lusofonia e do papel do MIL colocando a  Galiza como um espaço lusófono mais, com tudo o que isso significa. O ato servirá também para apresentar na Galiza o último número da revista Nova Águia.

 

 

Renato Epifânio

É formado em Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde obtém a Licenciatura, o Mestrado e o Doutoramento, em 2004, com a dissertação Fundamentos e Firmamentos do pensamento português contemporâneo: uma perspectiva a partir da visão de José Marinho (IN-CM, no prelo).

Em 2006, é o Secretário-Executivo da Comissão das Comemorações do Centenário de Nascimento de Agostinho da Silva.

É membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira e da Direcção da Associação Agostinho da Silva

É autor, para além de dezenas de estudos, das obras Visões de Agostinho da Silva (Zéfiro, 2006), Perspectivas sobre Agostinho da Silva (Zéfiro, 2008), Via aberta: de Marinho a Pessoa, da Finisterra ao Oriente (Zéfiro, 2009), A Via Lusófona: um novo horizonte para Portugal (Zéfiro, 2010) e Repertório da Bibliografia Filosófica Portuguesa (Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2007), já em parte publicado na Philosophica, Revista do Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Integra a Direcção da Nova Águia: Revista de Cultura para o Século XXI e é o Director da Colecção de livros com o mesmo nome (Zéfiro).