Apresentaçom na livraria Couceiro de Compostela das 'Conversas com Estraviz'

Quarta, 19 Fevereiro 2014 08:40

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Quinta-feira, dia 20 de fevereiro, às 20 h, terá lugar na livraria Couceiro, em Santiago de Compostela, o ato de apresentaçom das Conversas com Isaac Alonso Estraviz, fruto do alargado diálogo que durante vários anos mantivo Bernardo Penabade com o lexicógrafo de Vila Seca. Intervirám o presidente da AGAL, Miguel R. Penas, bem como Penabade e Estraviz.

Construtor e coordenador do dicionário mais completo em galego-português, através deste livro poderemos conhecer melhor o professor, o monge, o ativista, o estudioso... A figura de Estraviz e o seu perfil humano e profissional deixam de ser privativos daqueles círculos que tivérom relacionamento com ele durante os seus mais de trinta anos de trabalho.

No relato poderemos conhecer a criança, as suas lembranças na aldeia, em Vila Seca, da sua chegada ao mosteiro de Usseira, da vida no mosteiro e dos inícios da sua formação humanística. O posterior desterro e mesmo o abandono do monacato abre uma nova etapa na sua vida, completando a sua formação, morando em várias cidades –Madrid, Lisboa, etc.– e construindo e coordenando a sua maior obra: o mais completo dicionário de galego-português.

A ediçom está ilustrada com numerosas fotografias da vida de Estraviz, com um anexo e dezasseis páginas a cor que mostram visualmentes diferentes momentos da vida do professor. Além, a capa do livro foi escolhida polos leitores e leitoras da Através mediante um concurso no qual cinco pessoas ganhárom um exemplar assinado polos autores.

Bernardo Penabade

Nascido nas Granhas do Sor em 1964, é professor de Língua e Literatura no Instituto Perdouro de Burela. Foi presidente da AGAL de 2001 a 2007. A partir de 2008 impulsiona o ‘Modelo Burela’, primeiro projeto de planificaçom lingüística aprovado por unanimidade numa vila galega.