Documentário «Fronteiras», ao 'alcance' do público espanhol em Cádis

A obra de Rubén Pardiñas sobre as regiões galegófonas estremeiras competirá no festival gaditano Alcances

Segunda, 01 Setembro 2008 22:33

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Após a passagem por Madrid no passado mês de Maio, o público espanhol voltará ter a oportunidade de aproximar-se do conflito identitário nas regiões galegófonas estremeiras com a Galiza através do documentário Fronteiras, da autoria de Rubén Pardiñas.

Nesta ocasiom será na seqüência do festival Alcances, que terá lugar do 11 ao 20 de Setembro na cidade espanhola de Cádis. Fronteiras é um polémico percurso polas regiões vizinhas da Comunidade Autónoma da Galiza, viajando do Eu-Návia ao norte de Portugal, passando também polo Berzo e as Portelas.
 
O objectivo, analisar (sobretudo em território administrativamente espanhol) as polémicas ao redor da língua, as posições chamadas de 'irredentistas', ou a politizaçom de muitos elementos culturais através de instituições ou de disciplinas habitualmente consideradas científicas.
 
Na fita recolhem-se declarações de vizinhos das diferentes terras visitadas, mas também de personagens de projecçom pública como Héctor Silverio (membro da Real Academia Galega no Berzo), Marisa Cela (Associaçom de Gaitas de Vila Franca), Xosé Manuel Beiras, Manuel Fraga, Xosé Luís Méndez Ferrín, Anxo Angueira, Maurício Castro, Xavier Frías, Ramón d'Andrés, Xosé Manuel Barreiro ou Ana Cano (presidenta da Academia de la Llingua Asturiana, ALLA).
 
A obra
 
Produzido por Pasacana Films, Fronteiras logrou em 2006 o Prémio Xpréssate ao melhor projecto de documentário no II Festival Internacional de Tui (Play-Doc). Estreado no Play-Doc'07 e adquirido pola Televisom da Galiza, a fita participou, entre outros, no III Festival Internacional de Cinema Jovem de Santa Maria da Feira FEST'07 (Portugal), o XLV Festival Internacional de Cine de Xixón (Astúrias, 2007), o XXI Cineuropa Compostela (2007) ou o V Documenta Madrid '08.

O autor

Rubén Pardiñas (Vigo, 1976) é Licenciado em História da Arte pola Universidade de Santiago de Compostela. Começou no mundo audiovisual como director artístico e paralelamente foi desenvolvendo umha trajectória dedicada à crítica da arte contemporânea, campo no que tanhou o XII Premi Espais a la Crítica d´Art (em catalão, Prémio Espaços à Crítica da Arte) e o II Premio CajaMadrid de Ensayo (em espanhol, Prémio CajaMadrid de Ensaio).


+ Mais informaçom: