Ao redor de 17 mil senegaleses estudam português no ensino secundário

Este país francófono africano tornou-se o passado mês de Julho no terceiro país observador associado da CPLP

Segunda, 01 Setembro 2008 22:42

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL Portugal - Cerca de 17 mil alunos do ensino médio e secundário do Senegal estudam a língua portuguesa. Segundo o Centro de Língua Portuguesa do Instituto Camões no Senegal, o português é ensinado nos liceus de nove em cada dez regiões do país africano. Ainda, a percentagem de estudantes deste idioma é muito superior a, por exemplo, o da França, um país que conta com uma numerosa comunidade de origem lusa.

Decerto contribuem para esta grande cifra de estudantes o facto de o Senegal, país francófono africano, fazer fronteira com dous estados lusófonos, a Guiné-Bissau e Cabo Verde. De facto, o próprio Instituto Camões tem actividade no país desde 1975. Ambos os factores contribuíram para que o Senegal se tornara o passado mês se Julho no terceiro país observador associado da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), juntamente com a Guiné-Equatorial e a Ilha Maurícia.

Por outra parte, o país africano sempre manteve historicamente contacto não apenas com os seus vizinhos lusófonos, mas também com Portugal. De facto, já no século XV tiveram lugar os primeiros intercâmbios comerciais através de uma colónia portuguesa em Gorée, num ilhéu frente a capital senegalesa, Dacar.

Ensino multilíngue

O sistema educativo do Senegal caracteriza-se pola aposta no multilinguismo desde a independência do país, em 1960. Durante as primeiras etapas do ensino todos os alunos devem aprender francês e inglês de jeito obrigatório. Após o oitavo ano, devem incorporar aos seus currículos uma terceira língua, o qual teria ajudado (segundo as informações do Instituto Camões senegalês) para a expansão do português entre o alunado do país francófono. Na altura, o Senegal possui uma associação de professores de português que conta com 170 docentes.


+ Mais informaçom: