CTNL insta os partidos políticos a incluírem a normalizaçom lingüística nos programas eleitorais

Na atualidade, apenas uns 60 concelhos contam com SNL, instáveis na maioria dos casos

Quarta, 16 Março 2011 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Ante as próximas eleiçons municipais de 22 de maio, a Coordenadora de Trabalhadores/as de Normalizaçom da Língua (CTNL) dirigiu-se aos partidos políticos para lhes reclamar que incluam nos programas a criaçom ou potenciaçom de serviços de normalizaçom lingüística (SNL).

Estes SNL, aliás, deveriam estar dotados de recursos humanos e orçamentários a fim de promover o uso e prestígio do galego em todas as açons do concelho e todos os ámbitos do município. Da CTNL também realizam umha proposta adaptada a cada umha das sete cidades do País.

Segundo a CTNL, a normalizaçom lingüística é um processo social que procura, ao abeiro da legislaçom vigente, a «justiça no ámbito sociolingüístico», para que os galegos e as galegas «podamos manter a visom do mundo a partir da óptica que só nos pode dar a língua própria».

Nesta linha, afirmam ser «responsabilidade de todos e de todas» contribuirmos a manter a diversidade e a riqueza lingüística e cultural do mundo. Por isto, assinalam, «as administraçons tenhem a obriga legal e a responsabilidade social de apoiarem e promoverem a língua galega».

Na atualidade, apenas uns 60 concelhos contam com SNL, instáveis na maioria dos casos, com condiçons laborais precárias e recursos económicos insuficientes, polo que, em muitos casos, nom podem desenvolver acçons dinamizadoras entre a sociedade.