Valentim R. Fagim explica o que temos a ganhar com as TV portuguesas

«Para a nossa surpresa, muitíssimas pessoas acreditaram na veracidade da notícia... Isto implica umha mudança de paradigma»

Quinta, 28 Julho 2011 07:20

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

A matéria central do Fest-AGAL inspirou-e na Guerra dos Mundos de Orson Welles

PGL - No passado Dia da Pátria, a AGAL editou um periódico gratuito, o Fest-AGAL, cuja matéria central era a iminente —mas nom real— receçom das televisons portuguesas no nosso país. Agora, Valentim R. Fagim explica num artigo as motivaçons desta 'brincadeira' e o que temos a ganhar com as TV portuguesas.

Como já se explicou no Portal, o Fest-AGAL inspirou-se na Guerra dos Mundos de Orson Welles para «criar umha realidade». «Para a nossa surpresa», explica o presidente da AGAL, «muitíssimas pessoas acreditárom na veracidade da notícia e chegárom-nos emails a manifestar entraves para a correta sintonizaçom dos canais. Isto implica umha mudança de paradigma».

 

+ Ligaçons relacionadas: