Concelho de Santiago embarga mais de 2.200€ da conta bancária da Gentalha do Pichel

Autarca compostelano cumpre ameaças de pressionar os centros sociais da cidade

Quinta, 15 Dezembro 2011 08:26

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - O autarca compostelano, Gerardo Conde Roa, está a cumprir a ameaça proferida em finais do mês passado na linha de pressionar os centros sociais da cidade. O último episódio, pola via económica, pois o Concelho ordenou o embargo de 2.252,86€ da conta bancária da Gentalha do Pichel.

Os factos que motivam o embargo tivérom origem no ano passado, com umha anterior equipa municipal, daquela coaligaçom PSOE-BNG. Umha das concelharias governadas polos socialistas impujo umha elevada sançom económica à Gentalha do Pichel por, supostamente, pendurarem sem autorizaçom umha faixa, bem como, também supostamente, utrapassarem o horário permitido durante as celebraçons do Sam Joám, como recolheu na altura o PGL.

Aviso de embargo entregado por Novagalicia Banco à Gentalha do Pichel
[prima aqui para alargar a imagem]

Já daquela a Gentalha denunciava o caráter «repressor e ideológico» da sançom, pois na mesma época, com motivo da Taça do Mundo de futebol, «centos de bandeiras espanholas penduradas em janelas e varandas e as celebraçons de fanáticos impedindo o tránsito polas ruas da cidade até altas horas da madrugada com as praças cheias nom merecêrom a mesma sançom». Ao contrário, «fôrom publicitadas e aplaudidas, já que isso, para os poderes locais nom parecía ser "ocupaçom indevida da via pública"», que som os termos em se redigiu a denúncia contra a associaçom compostelana.

A Gentalha nom assumiu a sançom e apresentou dous recursos «que o Concelho nom tivo em consideraçom», razom pola qual o coletivo compostelano recorreu à vida judicial. O juízo terá lugar em abril, o qual nom impediu que a Cámara optasse na mesma por embargar as contas picheleiras.