XIX Prémio de Publicidade em Galego 2011

Já som dezanove as convocatórias que leva feito o Conselho Regulador da CRTVG e RTVE-G deste certame

Terça, 21 Fevereiro 2012 09:32

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - O Conselho Regulador da RTVG e da RTVE-G convoca desde há dezanove anos um concurso único no seu género, galardoando aqueles trabalhos de publicidade integramente em galego emitidos durante o último ano.

Já som dezanove as convocatórias que leva feito o Conselho Regulador da CRTVG e RTVE-G deste certame, onde se premiam as produçons levadas a porto integramente no nosso idioma. Nas suas bases queda definido o caráter aberto do concurso, podendo participar nele os meios de comunicaçom, as agências e as entidades promotoras em três modalidades: rádio, televisom e internet. O prazo de entrega das obras para a concorrência deste ano remata a 31 de março de 2012.

A finalidade do certame é dar reconhecimento àquelas peças originais que se tenham emitido durante o ano anterior nos diferentes meios, contribuindo por sua vez à difusom da nossa língua também no ámbito da publicidade. Assim, o júri terá em conta tanto a singularidade de produçom como a qualidade lingüística das obras. Os galardoados recebem como presente umha obra de arte galega cuja autoria e desenho som exclusivos de cada concorrência.

A festa de entrega de prémios que dá o remate ao concurso anual, costuma celebrar-se em datas por volta do 17 de Maio, Dia das Letras. Em 2010 foi na cidade de Vigo, e ganhárom as agências BAP & CONDE na modalidade de televisom por um anúncio de Caixa Galicia com o lema “Toda a Galiza quer seguir crescendo” emitido pola TVG, assim como Idea, Creatividad y Comunicación na modalidade de rádio por umha campanha publicitária feita para Turgalicia titulada “Guardas-me o segredo”. A modalidade dedicada à internet ficou no concurso de 2010 deserto por unanimidade.