Greve no ensino médio em defesa do galego

Sob a legenda «paremos os ataques contra o galego»

Quinta, 19 Abril 2012 07:21

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - A Mesa pola Normalización Lingüística e as suas juventudes, a Liga Estudantil Galega, os Comités e o Sindicato de Estudantes, com o apoio de todo tipo de organizaçons, convocárom para hoje greve no ensino médio em defesa da língua galega sob a legenda «Paremos os ataques contra o galego».

As entidades convocantes promocionam na rede social Twitter a palavra-chave #19Aestudantespologalego para ligar todas as informaçons e comentários por volta da greve.

Estas organizaçons denunciam que em três anos de governo, o Executivo presidido por Alberto Núñez Feijóo «nom promoveu umha só medida em defesa do galego». Antes ao contrário, todas as medidas fôrom dirigidas à desproteçom do galego e a contentar «determinados dirigentes do PP».

O chamado 'Decreto do plurilingüismo' tem como único objetivo «reduzir à mínima expressom» a presença do nosso idioma nas aulas, chegando ao caso de ser a Galiza o únito território sob administraçom espanhola em que há determinadas matérias que nom podem ser ministradas na língua própria do País, como é o caso da Matemática ou a Tecnologia, entre outras. Ainda, a introduçom de umha terceira língua no ensino —normalmente o inglês— está a provocar, as mais das vezes, umha maior reduçom da presença do galego.

Atualmente, constatam como a introduçom desse 'decretaço' serviu para que o número de horas semanais ministradas em galego esteja perto do 20%, muito por baixo do limite legal de 33% em que se introduziu o inglês —ou outra língua, segundo o caso— ou de 50% em que o ensino é em galego e castelhano.

 

Cartaz da greve
[prima aqui para alargar a imagem]

 

 

+ Ligaçons relacionadas: