Exército espanhol propom substituir galego por castelhano

O exército espanhol conta com buques batizados com toponímia galega deturpada, como o "Arosa"

Quinta, 10 Maio 2012 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - O porta-voz de Língua do BNG no Parlamento, Bieito Lobeira, denuncia as pretensons do exército espanhol de substituir o galego polo castelhano no Concelho de Marim, município com presença de instalaçons militares.

Segundo Lobeira, o Ministério espanhol de Defesa dirigiu-se formalmente às autoridades de Marim para substituir a língua própria da Galiza polo castelhano em sinalética do tipo "Dársena Militar/Porto de Marim", em que propom que fique só a primeira opçom, ou a denominaçom "Escuela Naval Militar" pola de Escola Naval Militar.

Lobeira critica a hipocrisia deste pedido quando na própria base está sediado o buque escola "Arosa". Nom seria este o único caso de buque espanhol com toponímia galega deturpada, pois está também, por exemplo, o "La Graña", assinala o parlamentar nacionalista.