Sindicato galego CIG, membro de pleno direito na comunidade sindical lusófona

As delegações galegas dos sindicatos espanhóis CCOO e UGT também manifestaram interesse

Sábado, 04 Agosto 2012 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - A CIG participou em julho no VI Congresso da Comunidade Sindical dos países de língua Portuguesa, que decorreu em Maputo (Moçambique). Nesse conclave foi aceite a petição de entrada do sindicato galego como membro de pleno direito.

A Comunidade Sindical dos países de Língua Portuguesa realizou o congresso fundacional em Lisboa, em 1998, com a participação de Portugal e de algumas das suas antigas colónias. Desde então celebra congressos ordinários cada dois anos de maneira rotatória entre os diversos países que a formam.

A CIG participou em qualidade de “convidada” nos congressos realizados entre 1999 e 2006, data em que o seu status foi elevado para o de “membro observador”. Desde o IV Congresso, que teve lugar em 2006,  participa em todas as atividades da CSPLP. Os estatutos da Comunidade Sindical lusófona não permitiram a CIG ser membro de pleno direito por carecer a Galiza de Estado próprio até serem mudados com esse fim a pedido da UGT de Portugal e com a aprovação por unanimidade da Comissão Executiva e do V Congresso.

Já em Junho de 2012, finaliza com sucesso o processo e a central sindical galega pôde participar pela primeira vez como membro efetivo no VI Congreso, junto com organizações sindicais de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, enquanto Macau ficou como “Membro Observador”.

Outras cinco organizações sindicais pediram integrar-se na CSPLP: CGTB e CTB do Brasil, CCOO e UGT da Galiza e CGSI de Guinê-Bissau. Estes pedidos de afiliação serão examinados na próxima reunião do Comité Executivo e ratificados previsivelmente no VII Congresso, que decorrerá em 2014.


+ Mais informações: