Camões deixa de apoiar o Centro de Língua Portuguesa em Toronto

A Coordenação do Ensino assegurará os compromissos assumidos com a continuação dos cursos de português europeu e de português do Brasil a adultos nas instalações consulares

Terça, 28 Agosto 2012 07:05

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

José Carlos da Silva - O Instituto Camões deixou de apoiar o Centro de Língua Portuguesa em Toronto, no Canadá, criado há um ano em parceria com uma sociedade luso-canadiana.

A Coordenadora do Ensino de Português no Canadá e  supervisora pedagógica do centro em representação do Camões, Ana Paula Ribeiro explicou à imprensa que o protocolo que deu origem ao Centro de Língua Portuguesa em Toronto “foi dado por terminado em virtude de a Luso Canadian Charitable Society ter comunicado não estar em condições de dar cumprimento ao estabelecido no mesmo”.

O protocolo, assinado a 8 de Maio de 2011 entre o Instituto Camões e aquela sociedade luso-canadiana, previa a criação do centro de língua, na prossecução da missão de promoção do ensino do Português.

Nos termos do acordo, o Camões - por intermédio da Coordenação de Ensino no Canadá - assumia a orientação pedagógica e didática e a Luso Canadian Charitable Society ficava com as responsabilidades de gestão financeira do projeto e de disponibilização do espaço imobiliário para a escola.

O Centro de Língua Portuguesa de Toronto iniciou atividade no mês de Setembro, contabilizando durante o ano letivo 2011-2012 uma média de 60 alunos, referiu aquela responsável.

Com o fim deste protocolo, a Coordenação do Ensino assegurará os compromissos assumidos com a continuação dos cursos de português europeu e de português do Brasil a adultos nas instalações consulares.

O fim da parceria foi confirmado pelo presidente da 'Luso-Canadian Charitable Society', e justificado com a “impossibilidade de poder responder ao número de exigências impostas pelo Instituto Camões”. Mas dirigente afirmou que a expansão do projeto de ensino de português continua, com a abertura prevista de mais uma escola, localizada em Hamilton, a 70 quilômetros de Toronto e que custou dois milhões de dólares canadianos, cerca de 1,6 milhões de euros.