Jogadores cabo-verdianos atendem só em português na CAN

"Tubarões azuis" defrontam o Gana no próximo sábado, dia 2 de fevereiro, nos quartos-de-final

Quinta, 31 Janeiro 2013 10:49

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - Nestes dias está a decorrer na África do Sul a Taça das Nações Africanas, em que destaca o grande sucesso da seleção cabo-verdiana que conseguiu passar pela primeira vez na sua história aos quartos-de-final. Mas os cabo-verdianos chamam também a atenção pela divulgação que fazem da língua portuguesa.

Com certeza, seguindo as intruções do presidente Jorge Carlos Fonseca, os componentes da seleção só dão entrevistas na língua de Camões e Rosália. O objetivo é incentivar o uso da língua portuguesa, de acordo com os responsáveis da seleção, citados no jornal A Bola.

«Uma das razões que levam a que o português não seja tão conhecido internacionalmente é o facto de sermos tão educados com os estrangeiros e falarmos com eles outras línguas», disse o porta-voz Gerson de Matos ao jornal.

«Somos mais de 200 milhões de falantes de português no mundo. Se fizermos questão de falar português, talvez mais pessoas encarem a nossa língua de outra forma», acrescentou ainda Gerson de Matos.

A atitude cabo-verdiana está a ter grande repercussão, como prova a notícia divulgada pela prestigiada agência internacional Reuters,  com o título: «Cape Verde players speak up for Portuguese language».

Seleção de Cabo Verde | Foto: http://www.afcon2013online.com/