O BNG denuncia a castelhanizaçom da página web do ente público Portos de Galiza

Os nacionalistas criticam que se associem os iates e a náutica recriativa como incompatíveis com a língua galega»

Terça, 01 Setembro 2009 01:41

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Bieito Lobeira, porta-voz parlamentar do BNG

PGL - O deputado parlamentar do Bloco Nacionalista Galego, Bieito Lobeira, apresentou na jornada de ontem umha nova pergunta à Mesa do Parlamento para a sua resposta escrita a respeito da exclusom da língua galega na página web da Conselharia do Mar.

À caixa dos correios da redacçom do Portal Galego da Língua chegou esse documento, assinado polo deputado nacionalista, no qual denuncia a inexistência da versom em galego na página do ente público Portos de Galiza, em opçons de informaçom relevantes para usuários e usuárias do portal, como sucede no apartado referente à informaçom sobre portos desportivos na costa galega.

Desta forma, a informaçom sobre os 22 portos deportivos que há entre Tui e Riba d'Eu aparece em espanhol, eliminando o direito de poder consultar umha página oficial da própria administraçom pública galega no idioma próprio da Galiza.

Ainda, no documento, o BNG denuncia a deturpaçom castelhana da nossa toponímia presente na referida página, onde aparecem nomes como El Latón (em Moanha) ou Meanes (em Bueu). A este respeito, do PGL apontamos que embora a organizaçom política utilize como um outro exemplo de denuncia o topónimo Gegide, esta é a forma legítima e histórica deste lugar de Bueu.

Em base ao apontado, o BNG considera que é evidente que a defensa da língua galega e o respeito dos direitos linguísticos nom é umha prioridade para o actual Governo da Galiza, como tampouco o é o puro cumprimento da legalidade vigente neste ámbito.

Por todo isto, estas som as perguntas formuladas à Mesa do Parlamento para a sua resposta escrita:

 

1 – Por que estranha razom se exclui o galego de informaçom relevante na página web oficial do ente público Portos da Galiza?

2 – Tenhem previsto continuar com a discriminaçom do idioma galego, ou modificar a página web para lhe dar espaço?

3 – Em caso de modificaçom, em que prazo será efectiva?

 

 

+ Ligaçons relacionadas: