Um ano do novo PGL

Projeto impulsionado pola AGAL deu a andamento em maio de 2002

Sexta, 18 Setembro 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

O PGL completa um ano no seu novo formato e com domínio próprio

PGL - Em tempos de crise é quando mais se visibilizam os projetos sustentados na imaginaçom, a eficácia e o planeamento. Assim nasceu e assim se mantivo o Portal Galego da Língua, uma iniciativa com quase oitos anos na rede no global e o primeiro ano no particular do pglingua.org.

Em 18 de setembro de 2008, dava a andamento uma nova fase em que o projeto comunicativo impulsionado pola Associaçom Galega da Língua tentava avançar de um modo mais envolvente, oferecendo novos serviços, melhor estruturados e potenciando a participaçom da comunidade de visitantes.

O primeiro passo foi a nova concepçom do buque-insígnia do projeto, o PGL, desde aquela altura concebido como um moderno portal vertical de notícias, com novas colaborações, mais infos e um potente canal Opiniom que, aos dias de hoje, conta já com vinte-e-cinco colunistas.

O e-Estraviz foi um outro desafio que neste ano viu uma nova face e um endereço próprio, com o acréscimo de quase 40.000 novas entradas e uma apresentaçom mais simples, eficaz e moderna (ainda em desenvolvimento), com ferramentas que permitem levar o dicionário lá onde se quiger na internet. Sem dúvida, o trabalho acaba tendo os seus reconhecimentos, deitando algumas pequenas barreiras que nos colocam já no mundo.

Mas a cousa nom ficou por aqui, os foros também modernizaram e atualizaram o seu motor e a comunidade nom deixou de criar novos fios e debates que, sem dúvida, terám ajudado na dinamizaçom e contato com a lusofonia.

Os blogues, nascidos com uma clara vontade social, têm-se tornado num dos grandes referentes dos centros sociais galegos, acolhendo igualmente novos e interessantes projetos que vam confiando nesta comunidade como espaço de encontro e divulgaçom. No último ano os blogues da Associaçom Cultural Foucelhas de Ordes, a Associaçom Galega de Maes e Pais “Agarimar” ou, muito recentemente, a Escola Popular Galega, som um bom exemplo disso. Destaque especial para a iniciativa Ferrol Fala Galego, que mesmo apesar de nom utilizar a norma reintegracionista, conta também com um espaço na nossa hospedagem de blogues, um bom exemplo de que a língua, além das normas, deve ser um vínculo entre projetos naturalizadores.

Mas os trabalhos nom vam ficar por aqui, os novos reptos apontam para o lançamento de novos projetos que irám recuperando de maneira estruturada, mais completa e dinámica, aquilo que nasceu em maio de 2002. É só que a crise nom vença e tenhamos os apoios necessários... no mínimo, da sociedade civil.

Mais trabalhos

O PGL é o buque-insígnia dos trabalhos da AGAL em internet, trabalhos que nos próximos meses virám incrementar quantitativa e qualitativamente a presença do reintegracionismo. Receberám todas as informações a respeito, como sempre, neste portal.