A comunidade virtual 'Filhos da Galiza' alcança os seis mil membros

O portal de internet leva onze anos juntando galegos de tudo o mundo

Sexta, 05 Setembro 2008 06:13

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Andoni Herrera - O site Fillos.org acaba de chegar a cifra de 6.000 utentes registrados, constituindo assim «a maior comunidade galega online do mundo» , segundo afirmam da associação cultural responsável deste e doutros projectos na rede dirigidos à diáspora galega.

Comparando-a com as cifras de filiados aos centros tradicionais, esta espécie de «casa da Galiza virtual» estaria entre as oito maiores do mundo, com a diferença de que «pertencer a filhos é de graça», matizam desde a sua direcção, «e que qualquer galego ou galega de nascimento, origem ou sentimento, de aqui ou de acolá, pode-se inscrever sem fazer falta papéis nem ter a nacionalidade».

Em tendência inversa à dos centros galegos tradicionais, este colectivo não pára de receber novos membros. O passado ano tiveram um crescimento superior a 20% no número de utentes, e calculam que, se se mantiver esta progressão, ultrapassarão os 10.000 utentes em dois anos.

De facto, agora mesmo estão embarcados numa «imprescindível ampliação dos seus recursos humanos, trabalhadores e voluntários, para poderem gerir o serviço «nas condições que precisam os nossos utentes». «O que mais necessitamos é dispor dum local onde podermos realizar o nosso trabalho: um pequeno escritório», reclama o seu secretário, Manuel Casal Lodeiro.

Os labores técnicos realizavam-se até o ano passado desde Barakaldo, Euskal Herria, mas decidiram abrir uma delegação em Compostela para poderem estar mais em contacto com a Administração e com a rede cultural do País.

Esta entidade sem ânimo lucrativo está à procura «dalguma instituição que nos ajude cedendo-nos um espaço, já que as nossas receitas são muito limitadas e pagar um aluguer é um gasto adicional, mas ainda não tivemos resposta positiva», pelo que insistem em solicitar o apoio de entidades galegas, públicas ou privadas, para poderem pôr em andamento este novo escritório técnico na Galiza, donde seguirem espalhando cultura e galeguidade pela Rede: «é uma necessidade urgente porque queremos conformar uma nova equipa humana para se encarregar da gestão e programação informática e não temos um lugar ajeitado desde onde trabalharmos».

Com o objectivo de unir no mundo virtual, em igualdade, aos galegos/as da Galiza e aos/às do exterior foram-se criando outros sítios web tomando como referência Fillos.org. Entre os últimos projectos dados a andamento por esta associação estão etiquetal.com (para engatar em galego), debulla.info (gestor compartido de links favoritos) e nomes-galegos.info (uma enciclopédia de nomes próprios de homem e de mulher).

 

+ Ligaçons relacionadas: