15 mil alunos comprometem-se na rede social Tuenti a parar as aulas

Todas as associaçons de estudantes do País manifestárom a sua adesom à greve da próxima quinta-feira

Sábado, 16 Janeiro 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Concentraçom de Queremos Galego na praça do Obradoiro

PGL –  Com o presidente do Governo falando de ‘rejeiçom prematura’ por parte de ‘colectivos radicais’ ou da impossibilidade de as ‘crianças de origem humilde’ como ele estudarem inglês, as mobilizaçons contra o decreto continuam. Desta feita, as redes sociais Tuenti e Facebook conseguem somar mais de 21.000 compromissos de apoios à greve no ensino.

Com grupos no Facebook como "Nom à derrogaçom do decreto do galego", que conta com quase quatro milheiros de membros, ou eventos como "Paremos o decretaço contra o galego", com mais de 2.000 assistentes confirmados, as mobilizaçons a favor do galego tenhem nas novas tecnologias um firme aliado. Mas, por cima destes dous exemplos está o evento criado noutra rede social, a Tuenti, com melhor acepçom entre os mais novos, que já soma mais de 15 mil apoios.

Da plataforma Queremos Galego, celebram os números que apontam para a greve do dia 21 de Janeiro, destacando que «só passárom quatro dias de aulas desde as férias de Natal e que ainda falta toda umha semana para a greve geral do ensino».