‘Fillos de Galicia’ oferece os seus projectos na Internet a quem quiger tomar conta deles

A Associaçom responsável reconhece-se incapaz de seguir levando a gestom da principal rede social da emigraçom na rede

Sexta, 26 Fevereiro 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL – Após um ano de interinidade na sua direcçom, a associaçom cultural Fillos de Galicia decidiu ceder os seus projectos na Internet a outras entidades ou particulares capazes de gestioná-los e melhorá-los.

O mais conhecido deles, o portal Fillos.org, junta numha “rede social” mais de 6.800 galegos e descendentes. Este portal nasceu em 1997 pola iniciativa de Manuel Casal Lodeiro, informático filho de galegos emigrados a Biscaia.

Posteriormente criou-se a associaçom “Fillos de Galicia” para dar suporte legal e “organizar um grupo de gente comprometida com a Galeguidade que fosse ajudando a definir o projecto”, segundo explica o seu fundador e actual secretário em funçons.  Porém, e apesar dos esforços, o número de usuários que entrárom a formar parte desse grupo ‘comprometido’ nom deu superado o 1%.

A soma de circunstáncias pessoais e económicas leva agora à associaçom a reconhecer que nom é capaz de continuar com os projectos. Por este motivo venhem de publicar em Fillos.org umha convocatória aberta a toda a sociedade galega na procura de um relevo na gestom e direcçom deste sítio web, convertido já no “sétimo centro galego do mundo” em número de usuários.

Ainda, ademais de Fillos.org, a associaçom solicita propostas para dirigir Galeguidade.net (portal para as entidades galegas da emigraçom), eTIqueTAL.com (outra rede social para namorar em galego), Debulla.info, Nomes-Galegos.info, Planeta-Galego.info e outros webs e domínios que fôrom criando durante estes 13 anos de intensa actividade na rede.

 

+ Ligaçons relacionadas: