Wikipédia adere ao Acordo Ortográfico

A partir de 1 de outubro

Quarta, 24 Setembro 2008 00:08

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Manuel de Sousa - O início do próximo mês de outubro marca o arranque do uso do Acordo Ortográfico de 1990 na Wikipédia de língua portuguesa (http://pt.wikipedia.org). A decisão foi discutida internamente pela comunidade, tendo-se aprovado uma moção que propõe a admissão, desde já, da nova ortografia, a par das atualmente existentes.

Sendo um projeto transnacional que conta com colaboradores lusófonos dos quatro cantos do mundo, a Wikipédia de língua portuguesa tem sido palco de intermináveis discussões entre portugueses e brasileiros a propósito das diferenças gráficas (e não só) existentes entre os dois países. Os defensores da adoção do Acordo Ortográfico na Wikipédia advogam que a generalização do uso das novas regras irá minimizar estes conflitos internos, contribuindo para o aumento da eficácia do grupo em termos da geração de novos artigos e da melhoria dos existentes.

No entanto, tal como no resto das sociedades portuguesa e brasileira, também na Wikipédia há setores que, por variadas razões, se opõem ao Acordo Ortográfico e ao seu uso. Há, também, muita ignorância sobre as alterações reais que a nova grafia irá implicar. Para auxiliar os wikipedistas (neologismo que significa editor da Wikipédia) neste processo de mudança foi criada uma página de ajuda intitulada “Como usar o Acordo Ortográfico”.

Foi a sucessão de medidas por parte dos governos português e brasileiro e da própria sociedade civil (edição de novos dicionários e prontuários) com vista à adoção do Acordo Ortográfico, que levou um grupo de perto de 40 wikipedistas a juntarem-se no passado mês de maio para começar a debater a posição que a Wikipédia deveria tomar sobre o assunto. Para além de fazer um levantamento das alterações a empreender, o grupo analisou também as experiências similares havidas noutras Wikipédias cujos idiomas também passaram recentemente por reformas ortográficas, designadamente as de línguas alemã, francesa e neerlandesa.

A proposta agora aprovada pela Wikipédia, ao fim de um mês de discussão alargada, para além de passar a incluir o Acordo Ortográfico de 1990 no rol de grafias admitidas, prevê também uma progressiva ascensão das novas normas num futuro próximo. Assim, a partir de 1 de janeiro de 2009, o Acordo Ortográfico passará a ser a forma “preferencial” de escrever na Wikipédia de língua portuguesa, a usar em todas as páginas oficiais da Wikipédia (menus, políticas, recomendações, guias de ajuda, glossários, etc.), bem como na página principal e nos títulos de todos os artigos. Será, no entanto, mantida a liberdade de cada utilizador continuar a utilizar as normas ortográficas antigas, se preferir. Isto será assim, pelo menos, até daqui a um ano, quando o assunto voltará a ser objeto de discussão para se decidir os passos seguintes a dar.

A Wikipédia é uma enciclopédia “online” multilingue escrita, de forma voluntária, por largos milhares de pessoas em todo o mundo. Intitula-se “A enciclopédia livre” porque qualquer artigo desta obra pode ser livremente transcrito ou alterado. A Wikipédia foi originalmente criada em língua inglesa, em janeiro de 2001, e hoje conta com mais de 2.500.000 artigos nessa língua. Presentemente existem versões da Wikipédia em mais de 250 línguas.

A versão em português foi das primeiras a ser criada, logo em maio de 2001, sendo atualmente a sétima mais extensa, contando com perto de 450 mil artigos. A questão ortográfica foi, desde o primeiro momento, um tema controverso na Wikipédia lusófona. Até agora eram oficialmente aceites, em pé de igualdade, tanto a escrita portuguesa (resultante do Acordo Ortográfico de 1945), como a brasileira (estabelecida pelo Formulário Ortográfico de 1943). No entanto, esse “modus operandi” tem sido frequentemente questionado, levando alguns wikipedistas portugueses e brasileiros mais exaltados a reclamar a secessão da Wikipédia em dois projetos independentes (um brasileiro e outro português). Até ao momento, tais reivindicações nunca sortiram efeitos práticos, talvez porque também existe uma só Wikipédia em inglês, ou em espanhol, ou em francês, ou em árabe, independentemente da quantidade de países que falam essas línguas e das variantes que cada uma dela também comporta. O tempo dirá se o uso de uma forma de escrita unificada irá contribuir para a tão almejada pacificação interna e para uma maior preponderância da lusofonia no contexto das Wikipédias.


(*) Manuel de Sousa (Porto, Portugal) é relações públicas da Wikipédia lusófona.

 

 

 + Alguns links úteis