Nasce GalizaID o primeiro serviço de 'openID' do nosso país

Falámos com um dos seus criadores, o engenheiro Andrés Milleiro

Quinta, 16 Outubro 2008 06:30

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

GalizaID permite gerir várias identidades simultaneamente na internet

PGL - Resulta-lhe maçador ter de lembrar todos os dias o nome de utilizador e senha de serviços comuns como o Youtube, Flickr, Gmail, Yahoo e outros? Os serviços openID nascêrom com o intuito de unificar numha única conta o acesso simultâneo a várias identidades na rede, fazendo desnecessária a memorizaçom sistemâtica de nomes de usuários e senhas, assim como poupando o tempo de cobrir os formulários de autenticaçom. Agora, com umha óptica mais galega, nasce GalizaID.

Por enquanto, esta nova ferramenta só é compatível com a rede social Chuza, o serviço de microblogging Lareta, a rede social (especializada em viagens) Dopplr, o motor de pesquisa de blogues Technorati e as redes de blogues Blogaliza e WeblogsSL. Através de umha única conta em GalizaID pode realizar-se o acesso simultâneo a todos os sítios anteriores (sempre que previamente se disponha umha conta de utilizador neles).

Ainda, GalizaID permite criar, dentro da sua conta, umha série de identidades. Por exemplo, numa identidade que nomearmos "profissional" poderíamos seleccionar só serviços ligados ao nosso trabalho e um perfil de utilizador com uma informaçom focada para esse âmbito. E, pola sua parte, numha identidade "pessoal" poderiam colocar-se outro tipo de serviços ou colocarmos no nosso perfil uma ligação para o nosso blogue pessoal, por exemplo.

Entrevistámos Andrés Milleiro, um dos criadores

O lançamento oficial do serviço estava previsto para hoje, mas a alta afluência de visitas para o sítio, ainda em fase beta, provocou o seu adianto antes do previsto. Apesar de que teve de dedicar boa parte do dia para coordinar-se com a equipa de GalizaID para corrigirem várias falhas finais do serviço, um dos seus criadores, Andrés Milleiro (estudante de Engenharia Técnica em Informática de Gestom), fizo tempo para responder umhas perguntas do PGL.

- Como nasceu a iniciativa de criar GalizaID?
Andrés MilleiroComeçamos GalizaID uns meses atrás. A mim ocorreu-se-me o tema do openID, e de facto naquela altura [Julho deste ano] figem umha entrada a respeito no meu blogue, assim que falei com Fran Diéguez porque sabia que trabalhava muito bem com código, e com Héctor Anllo, porque é desenhador e ambos tinham gana de fazerem cousas na rede em galego. As razões? Pois além de passarmos o tempo e fazer algo, acho que ir preenchendo aos poucos esses ocos que temos na rede em galego, quer em forma de serviços ou de qualquer outra cousa, é potenciarmos de algum jeito a web no nosso idioma.

- O projecto é altruísta ou conta com financiamento externo?

É altruísta completamente, ao menos polo de agora. Há algo de publicidade de Adsense, mas nom é demasiado intrusiva... mais que nada para financiar o custo do servidor.

- GalizaID está baseado em código aberto? A programaçom é própria?
Todo o código, na medida em que formos estabilizando o sistema, será público e livre para quem quiser usá-los. Como praticamente todos os projectos no nosso idioma [na Galiza], nós também estamos a favor do software livre. A programaçom é própria em parte, pois existia um projecto de servidor openID em Rails (que é a linguagem de programaçom de GalizaID) e a partir disso fomos desenvolvendo cousas com o dos "amigos", o apartado do lifestreaming (onde exibimos a actividade em serviços)... e esse é o nosso intuito: darmos-lhe funcionalidades de rede social num futuro.

- Nestes momentos, a lista de serviços compatíveis inclui Blogaliza, Lareta, Chuza, Dopllr, Technorati e WebblogsSL. Nom figuram os serviços de mail porque já há serviços similares para eles? Como se pode fazer para que GalizaID seja compatível com outros sítios e redes sociais?

Para ser compatível com o GalizaID simplesmente cumpre ser compatible con openID. Para quem nom o conheça, é um protocolo de identificaçom e acesso e, polo tanto, os administradores de um web ou serviço terám de adaptá-lo para que se possa entrar com OpenID. Cada vez há mais webs que o aceitam, como 11870.com.

Fomos cientes de que teria de ser compatível com muitos dos serviços que usassem os nossos usuários, e por isso falamos com Berto Yáñez (Chuza) e Pedro Silva (Blogaliza), para vermos a integraçom... que ainda está por fazer-se em Chuza e é mais completa em Blogaliza.

Para fazê-lo compatível existem engadidos, para phpBB no caso dos foros [do PGL] ou por exemplo Wordpress no caso dos blogues como Blogaliza. Isto fai com que a entrada de u suários seja compatível com o openID, e é um universo no qual os administradores deveriam mergulhar-se. De qualquer jeito, estamos abertos a botar umha mão aos administradores de serviços que queiram implementar openID no seu web, e num futuro, de facto, publicaremos algum tutorial.

- Ao teu ver, segue sendo o Firefox o melhor sistema para lembrarmos as senhas?

Firefox é um fantástico navegador que, mesmo que nom o parecer, é software livre. Eu utilizo-o no meu Mac desde há muito tempo. Para lembrar as senhas? Nom vai mal, nom, mas agora com openID, nem Firefox nem nenhum :D

- Actualmente a interface está seguindo as normas ILG/RAG. Existe a possibilidade de implementar interface na normativa reintegracionista da AGAL ou em português padrom? Estais abertos a colaborações neste sentido?

Sobre ese tema controvertido, escolhemos a normativa ILG/RAG porque é a que utilizamos nós e com a qual estamos mais cómodos. Porém, quiçá num futuro abramos o serviço para meter diferentes idiomas/normas ortográficas do galego, mas polo de agora, tal e como está concibido o serviço, é impossível. O primeiro agora é estabilizar o serviço e depois irmos implementando cousas e, porque nom?, se houver colaborações, fazer versões de GalizaID.