Cámara Municipal de Barcelona polo domínio .bcn

Generalitat da Catalunha opom-se pois acredita que prejudica o .cat

Sábado, 25 Outubro 2008 00:40

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - A Cámara Municipal de Barcelona (Catalunha) acaba de apresentar o projecto de candidatura para o domínio .bcn. Berlim, Paris e Nova Iorque também apresentárom candidaturas similares, mas a partir da iniciativa privada e nom da administraçom pública.

Do governo municipal de Barcelona negárom que o .bcn queira substituir o .cat ou que possa vir a prejudicá-lo. Bem ao contrário, do consistório vem compatibilidade de domínios e afirmam que ambos sairám reforçados.

Segundo o governo municipal, enquanto o .cat representa um ámbito linguístico e cultural que nom tem porque se reduzir só à Catalunha, o .bcn apresenta-se como «uma alternativa para promocionar os serviços públicos da cidade».

Ignasi Cardelús, delegado de presidência e relaçons institucionais do consistório também sublinhou que é vontade da cámara municipal implicar entidades, instituiçons e empresas da cidade no projecto, para i-lo definindo.

O responsável municipal está convencido que o .bcn disporá de apoio popular, por mais que tenha sido impulsionado da administraçom, ao invés do que se passou com o .cat (do qual agora se completam três anos da aprovaçom), que foi impulsionado a partir da sociedade civil com o apoio pontual da administraçom.

Oposiçom da Generalitat

No entanto isso, a iniciativa é vista com preocupaçom e, por enquanto, com oposiçom polo Governo da Generalitat catalá, como bem manifestou a VilaWeb o secretário de Telecomunicaçons e Sociedade da Informaçom do Governo catalám, Jordi Bosch.

«Nom gosto que da iniciativa surja da Cámara Municipal e que se encare dum ponto de vista publicitário», declarou Bosch, pois para ele o primeiro efeito que teria o .bcn seria a perda de peso e o debilitamento do .cat.

Neste sentido, explicou: «Catalunha precisa Barcelona, que tem que jogar o papel de capital. Mas o modelo actual de Barcelona é o de cidade-estado, renunciando a liderar o projecto da Catalunha. Todo isso me faz pensar que quem tenha criado o .bcn tem umha ideia da Catalunha como área metropolitana de Barcelona».

Bosch também disse que o .bcn pode gerar situaçons de confusom que prejudicariam o .cat. «Como explicaremos a grandes empresas internacionais que adoptárom o .cat, como Google e Microsoft, que a cabeça e casal da Catalunha nom aposta polo .cat?», perguntou-se.

2009 período oficial de apresentaçom de candidaturas

O ente regulador dos domínios a internet, a ICANN, abrirá de forma oficial o período de apresentaçom de candidaturas em Março de 2009. Ainda assim, no site já podem ser consultadas as primeiras indicaçons de como serám os novos domínios.

A diferença de outras vezes, espera-se que sejam apresentadas mais de uma centena de candidaturas. A ICANN abriu até agora duas rodadas de novos domínios: umha no ano 2000 e a outra em 2004, quando foi aprovado o domínio .cat.

Puntogal para a «língua e a cultura galega»

Falando no caso da Galiza, a Asociación Puntogal é a entidade que está a comandar «a iniciativa que pretende conseguir para a língua e a cultura galega um domínio próprio em internet».

O domínio .gal insere-se no contexto dos domínios de primeiro nível esponsorizados, mas da Asociación Puntogal  lembram que «A proposta .gal nom invalidada em caso nengum a proposta de um domínio geográfico de duas letras, (.gz, por exemplo).»