Três em cada quatro portais institucionais usam o galego

Porém, as empresas da Galiza utilizam maioritariamente o castelhano

Sexta, 03 Abril 2009 11:21

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Estatísticas de uso do galego nas webs de diferentes administrações

PGL - Segundo um informe [PDF] do Observatório da Língua Galega, o galego é a língua principal da maioria dos portais das instituições galegas, ao menos do 75%. Porém, nom acontece o mesmo entre as empresas, sendo o sector privado o mais castelhanizado e menos permeável ao nosso idioma.

Os autores do estudo, umha consultora contratada pola Secretaria Geral de Política Lingüística, analisárom os portais da Administraçom autonómica e da local, detectando que três em cada quatro utilizavam o galego como idioma padrom. Porém, no caso da Administraçom estatal, nem todas têm versom na nossa llíngua.

No referente a organizaçons políticas e sindicais, mais do 80% têm o galego como língua única ou principal, e o mesmo acontece nas três universidades do país.

Sobre o sector privado nom se revelam dados novos, já que se confirma a tendência já conhecida, e é que no mundo empresarial, salvo poucas excepções, o galego continua a ter pouca presença. Em concreto, menos do 2% dos portais analisados têm o galego, enquanto 6,5% das grandes empresas contam com versões noutras línguas além do castelhano e do galego.

Pouca qualidade lingüística

No estudo também se dedicou um apartado aos blogues e, como novidade, à qualidade lingüística (situando como referente o padrom ILG-RAG). Neste sentido, detectárom umha média de 12 erros por página, média que é, contudo, inferior aos erros lingüísticos que comprovárom em webs de empresas e instituições (15,1 e 22,6 respectivamente).

Os erros lingüísticos mais freqüentes som os ortográficos e os léxicos. Como curiosidade, e ainda que nom se recolhe no estudo, também a web do próprio Observatório contém várias incorrecções.

 

+ Ligações relacionadas: