Por fim um FAQ do reintegracionismo

Gentalha do Pichel distribui-no no dia da Pátria e agora disponibiliza na Rede

Sexta, 12 Setembro 2008 07:59

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - FAQ som as siglas de Frequently Asked Questions, isto é, Perguntas Frequentes. Existem FAQ para questões técnicas (software), administrativas (Declaraçom dos rendimentos), ideológicas (ambientalismo)... e a sua funçom principal é que as perguntas que as pessoas nos fazemos sobre dada questom bem como as respostas estejam unificadas num mesmo documento para assim poupar energias, a quem procura respostas e a quem as fornece.

Este produto que nos oferece a Gentalha recolhe 29 perguntas e segundo nos informaram os autores é apenas umha primeira versom de outras que virám a melhorar e aumentar o documento.

Entre a selecçom das perguntas recolhem-se muitas que se encontram espalhadas na Rede e que muitas de nós temos ouvido insistentemente. Eis algumhas mostras:

 

  • Desapareceriam palavras galega se triunfassem as vossas posturas?
  • Queredes substituir o colonialismo madrileno polo lisboeta?
  • Nom será melhor preocupar-se com que a gente fale galego, e depois ver que fazemos com a norma?
  • Quando vou a Portugal e falo galego respondem-me em espanhol: nom pensam que esteja a falar a mesma língua
  • O povo jamais aceitaria o reintegracionismo
  •  

    Na introduçom as pessoas autores afirmam que “Nom pretendemos dar liçons nem sentenciar com respostas categóricas. Só pretendemos deitar um pouco de luz sobre algumhas das questons sobre reintegracionismo mais frequentes”

    E, via de regra, esta é a atitude que traspassa as perguntas do FAQ embora queiramos deixar umha sugestom crítica para as autoras evitarem em futuras reediçons frases do tipo: Nada mais longe da realidade; isto nom é assim; rotundamente, nom. Umha outra redacçom seria mais eficaz.

    Fazemos votos para que a criatura cresça e se pula e que pule para os discos rígidos e as impressoras de galegas e galegos que apesar de terem o vírus do preconceito também tenham os anticorpos da curiosidade.