Galiza e o Acordo Ortográfico, no Diário Liberdade

Alargada reportagem com reflexões de pessoas representativas do movimento reintegracionista

Quinta, 11 Fevereiro 2010 11:34

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL - O Diário Liberdade publica hoje umha alargada reportagem sobre o «já velho debate entre partidários e opositores à confluência do galego com o resto de variantes do mesmo idioma faladas nos países de língua oficial portuguesa» e o Acordo Ortográfico de 1990.

A publicaçom assinala que «inte anos depois da aprovaçom formal do Acordo, nengum país está a aplicá-lo completamente», apostando alguns como o Brasil «mais firmemente na sua implementaçom »e ficando outros como Portugal «numha posiçom mais renuente por medo a ceder traços próprios em favor dos que favorecêrom o gigante brasileiro».

Para conhecer o estado da questom na Galiza falárom com o presidente da Associaçom Galega da Língua (AGAL), Valentim Rodrigues Fagim; o presidente da Academia Galega da Língua Portuguesa (AGLP), Martinho Monteiro Santalha; o histórico militante da CNT Alberte de Esteban, Roxo; a docente de português Maria Vila Verde Lamas; o professor e escritor Carlos Quiroga; o presidente da Associação Internacional de Lusitanistas, Elias Torres; e o empresário José Ramom Pichel.

 

+ Ligações relacionadas: