'O que faz falta', tributo ao Zeca Afonso

No ano passado iniciaram em Portugal uma série de homenagens ao cantor de Ílhavo

Terça, 16 Novembro 2010 08:57

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

PGL Portugal - A 18 de novembro será lançado o registo discográfico intitulado O que faz falta. Zeca Sempre, que juntou os intérpretes Nuno Guerreiro, Olavo Bilac, Tozé Santos e o produtor Vítor Silva num tributo musical ao cantor José Zeca Afonso.

Notável compositor, pioneiro na estética musical alternativa ao “nacional cançonetismo” (como lhe chamou João Paulo Guerra) e pelo seu contributo inovador na redescoberta e valorização da música de raiz tradicional, José Afonso será sempre recordado como um dos nomes maiores da História da música portuguesa, pertencendo “ao património cultural contemporâneo” (de ontem, de hoje e de sempre).

Um ano de homenagens

Portugal iniciou a 2 de agosto de 2009 uma série de homenagens ao Zeca Afonso, nascido há oitenta e um anos na vila portuguesa de Ílhavo, perto do Aveiro que o viu crescer. A iniciativa, ideada pelo núcleo do Norte da Associação José Afonso (AJA), mas organizada por dezenas de coletivos, prolongou-se durante um ano, até o passado 1 de agosto.

 

+ Ligações relacionadas: