Apresentaçom de 'Antom Moreda, Memória do Exílio'

Falecido em fevereiro deste ano, fundou o Conselho da Mocidade da Galiza, considerado germolo do nacionalismo galego moderno

Quinta, 25 Novembro 2010 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Antom Moreda | Foto: Vieiros

PGL - Este serão, às 20h30, é apresentado no Centro Social O Pichel (Rua Santa Clara 21, Compostela) o livro Antom Moreda, Memória do Exílio, da autoria dos historiadores Antom Santos Peres e Uxío-Breogán Diéquez Cequiel.

No próprio ato de lançamento, Santos e Diéguez lembrarám passagens da vida de Moreda, falecido a 4 de fevereiro deste ano, fundador e primeiro secretário-geral do Conselho da Mocidade da Galiza, considerado germolo do nacionalismo galego moderno.

Percurso vital

Nascido em 1934 em Sam Miguel de Reinante, na localidade marinhã de Barreiros, Moreda foi muito jovem para a emigraçom, com apenas 16 anos. Em Buenos Aires freqüentou os ambientes galeguistas, e em 1953 participou na fundaçom das Mocidades Galeguistas, que realizárom umha notável atividade cultural.

Em 1956 participou no I Congresso Galego da Emigraçom, e poucos anos depois regressou para a Galiza, onde continuaria a relacionar-se com círculos galeguistas. Em 1963 foi fundador e primeiro secretário-geral do Conselho da Mocidade da Galiza. No entanto, as discrepâncias internas, incluindo expulsões, acabariam pondo fim a este órgão.

Os expulsos, entre eles Moreda, continuariam a linha política participando na refundaçom da Uniom do Povo Galego (UPG). Pouco tempo depois, e devido a problemas de saúde e familiares, Moreda abandonaria a política ativa.

 

+ Ligações relacionadas: