Sai do prelo o estudo mais abrangente e ambicioso até à data publicado sobre léxico galego

A monografia Léxico Galego: Degradaçom e Regeneraçom, de Carlos Garrido, indica um caminho para a plena regeneraçom do léxico galego e lança os alicerces de umha codificaçom lexical eficaz do galego-português da Galiza

Segunda, 28 Novembro 2011 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Carlos Garrido, professor da Universidade de Vigo e presidente da Comissom Lingüística da AGAL

PGL - Sob a forma de um volume de 800 páginas profusamente esmaltado com reflexons, diagramas e exemplos e subordinado ao expressivo título Léxico Galego: Degradaçom e Regeneraçom, Carlos Garrido, professor da Universidade de Vigo e presidente da Comissom Lingüística da AGAL, acaba de publicar, nas Edições da Galiza, um estudo do léxico galego que representa o contributo mais profundo e mais ambicioso até agora realizado nesse domínio.

A monografia do professor Garrido —que, por diversas vicissitudes, vem a lume três anos depois de ter sido concluída— baseia-se num modelo teórico que compreende a atuaçom de diversos fatores de degradaçom lexical (classificados em processos degradativos e em atitudes nom regeneradoras), os quais, incidindo sobre o sistema lexical galego desde o século xv até à atualidade, tenhem determinado, tanto no léxico popular como no culto, o estado de descaracterizaçom e de disfuncionalidade que hoje compromete a capacidade expressiva da língua.

Tal análise dos fatores de degradaçom lexical permite ao autor oferecer na obra umha reconstruçom coerente e elucidativa da involuçom histórica do nosso léxico e, sobretodo, realizar umha diagnose das deficiências que na atualidade padece o léxico da fala espontánea, o léxico dos utentes cultos de galego e o léxico padronizado polos codificadores, o que, por sua vez, se revela instrumental para delinear umha estratégia encaminhada à plena regeneraçom lexical, a qual, o livro mostra e demonstra de modo eloqüente, nom pode senom basear-se numha decidida coordenaçom lingüística galego-portuguesa.

De conformidade com a focagem apontada, Léxico Galego: Degradaçom e Regeneraçom apresenta-se como obra de grande abrangência e profundidade analítica, dotada de múltiplas facetas e utilidades, pois passa em revista o azarento passado da língua, tece ricas reflexons sobre as capacidades expressivas de um léxico galego coordenado com o luso-brasileiro, assinala áreas de indefiniçom nos usos lexicais hoje realizados polos utentes reintegracionistas, pode ler-se como verdadeiro Estudo Crítico aplicado à denúncia, sistemática e implacável, da deficiente codificaçom lexical efetuada pola Real Academia Galega e polo Instituto da Lingua Galega...

Mas, antes de mais, esta monografia de Carlos Garrido está chamada a constituir umha referência incontornável da galeguística contemporánea, ao configura-se como sólido ponto de partida para umha codificaçom do léxico galego verdadeiramente eficaz, respeitosa com o génio da língua e atualizadora das suas imensas potencialidades comunicativas.

 

 

 

+ Ligações relacionadas: