Artábria reedita em formato de fácil leitura três novas obras

Trata-se de Arapaghoe, o índio com gheada, da História da Galiza em banda desenhada (1995) e do poemário Gong (1999)

Sexta, 21 Novembro 2008 08:48

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

A 'História da Galiza' (1995) esgotou-se aos poucos meses da sua ediçom

PGL - A Fundaçom Artábria disponibilizou recentemente em formato de fácil leitura três novas obras. Trata-se da banda desenhada Arapaghoe, o índio com gheada, criada polo colectivo ourensano Pestinho; da História da Galiza em banda desenhada, também de autoria colectiva; e do poemário Gong, do professor e escritor Carlos Quiroga.

A protagonizada por Arapaghoe, editada originariamente em 1991, foi umha banda desenhada muito popular em ambientes reintegracionistas de noventa. O tom retranqueiro e o humor inteligente tinham constituído assim o precedente de umha obra publicada pouco mais tarde, a também popularíssima História da Língua em Banda Desenhada.

 

 

Outra reediçom, também de autoria colectiva, é a História da Galiza em banda desenhada, da qual se chegou a realizar em 1995 umha tiragem de 4.000 exemplares que se esgotárom aos poucos meses. 

Na introduçom desta banda desenhada, Elvira Souto Preside, Professora de Didáctica da Língua e de Literatura, assinala «Imagem e palavra som aqui, nesta História da Galiza, e por um igual, instrumento educativo, fonte de prazer estética e expressom de uma esperança. O meio que os autores acertadametne escolherom para nos convocar à tarefa comum e solidária. A de escrevermos juntos, em letra nacional, as páginas futuras da nossa história colectiva».

O guiom e direcçom da «História da Galiza em banda desenhada» corresponde a Gonçalo Grandal Crespo e Maurício Castro Lopes; a banda desenhada é de Leandro Lamas; de assessor histórico fez André Pena Granha.

Gente da Barreira (Ourense), A.C.X. "Frente Comixário" (Ourense), Asociación Cultural Auriense (Ourense), Grupo Meendinho (Ourense), Assembleia Reintegracionista de Bonaval (Compostela), Sociedade Cultural e Desportiva do Condado (Salvaterra de Minho), Associaçom Reintegracionista Aquém-Douro (Tui), Associaçom Cultural “V Irmandade” (Vigo), Associaçom Galega da Língua, a Associaçom Reintegracionista Artábria (Narom), "Renovação" Embaixada Galega da Cultura (Madrid - Espanha), Associaçom Cultural "Aloia" (Barcelona - Catalunha) e Associaçom Civil "Amigos do Idioma Galego" (Buenos Aires - Argentina) som os grupos que em seu dia colaborárom no projecto.

 

 

 

Por sua parte, Gong, subtitulado como 20 poemas globais e um posfácio esperançado, foi o poemário mediante o qual se deu a conhecer Carlos Quiroga. Foi editado originariamente em 1999, ano no qual o escritor e professor de Escairom também publicaria a premiada narrativa Periferias.

 

Gong [Issuu]

 

Em breve, mais reedições digitais

Em semanas anteriores, do PGL já informámos da reediçom digital por parte da Fundaçom Artábria da História da língua em banda desenhada e do Manual de Iniciaçom à Língua Galega. Da própria Fundaçom confirmárom-nos que continuarám as reedições de muitas outras obras imprescindíveis, motivo polo qual recomendamos-lhes realizarem um seguimento periódico do blogue de Artábria.

 

+ Ligações relacionadas: