'Agenda da esquerda independentista' dedicada à galeguizaçom de nomes e apelidos

Coincidindo com umha campanha interna com o mesmo objectivo, Nós-Unidade Popular lança a agenda correspondente a 2009

Quinta, 15 Janeiro 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Agenda da esquerda independentista 2009

PGL - A chamada 'Agenda da esquerda independentista' é publicada por NÓS-UP desde 2004, lembrando, polo seu formato e concepçom temática, as agendas feministas anteriormente publicadas durante anos pola entidade feminista Mulheres Nacionalistas Galegas (MNG).

De tamanho pequeno e manejável, é dedicada, como aquelas, cada ano a um tema diferente de maneira monográfica, relacionado com o projecto sociopolítico da entidade editora.

Nesta ocasiom, a publicaçom da Agenda coincide com umha campanha interna de fomento da galeguizaçom de apelidos e nomes no seio da militáncia da própria NÓS-Unidade Popular. Para facilitar esse labor militante, a Agenda inclui as instruçons para apresentar a documentaçom legal necessária que permite corrigir barbarismos nos nomes de pessoa e de família galegos, partindo de iniciativas similares dinamizadas por entidades culturais e lingüísticas como a Gentalha do Pichel ou a própria AGAL.

Umha lista de apelidos com as formas espanholizadas e as propostas de correcçom formal completa os textos que acompanham a estrutura propriamente do calendário, folhas de apontamentos, etc, como qualquer agenda de bolso, estando esta integralmente escrita em galego reintegrado.

Os temas das ediçons anteriores da 'Agenda da esquerda independentista' fôrom: as comarcas  galegas, personagens históricas galegas, a nossa língua na história, o Che (nos 40 anos do seu assassinato) e '365 dias contra o fascismo' (sobre a eliminaçom da simbologia franquista).

A Agenda pode ser pedida directamente a partir da página de NÓS-Unidade Popular, e vende-se a um preço de 10 euros.