Manual de boas práticas ambientais para fazer o Caminho de Santiago

O documento tem como objectivo salientar os valores ambientais

Quinta, 25 Junho 2009 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

O protagonista do manual é o eco-peregrino, simbolizado por umha vaca-loura

PGL - No passado sábado dia 20, na seqüência da juntança da Universidade Rural Galega em Melide, foi apresentada a guia que ADEGA tem elaborado em colaboraçom com  o Plano do Jacobeu para difundir os valores ambientais do Caminho de Santiago.

O compêndio, existente desde Abril, ainda nom tinha sido apresentadao publicamente. De ADEGA reconhecem serem conhecedores de que os peregrinos som um colectivo já sensibilizado, razom pola qual a guia inclui uma pequena ficha de denúncia ambiental e outra de observaçom, que podem ser reenviadas ao colectivo ambientalista.

Quanto aos conteúdos, a guia tem um formato pequeno e desenvolve vários epigrafes como o lixo, as espécies vegetais e animais do Caminho, a geologia ou o património cultural e arquitectónico. Ainda, fai-se umha pequena referência globalizada do nosso meio natural no que se tratam as montanhas, os vales, os rios, as estradas, as vilas, o transporte, os albergues ou a comida.

Segundo afirma a ADEGA, a guia servirá para averiguar algo mais dos peregrinos que visitam o País e  que ajudará a que estes conheçam melhor a Galiza. A guia está disponibilizada, entre outros idiomas, na variante internacional da nossa língua e será distribuída nos locais que tem o Jacobeu na Galiza.