O éMundial 2012 será em Vigo

O evento decorrerá de 2 a 21 de junho

Quinta, 31 Maio 2012 08:23

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Valentim R. Fagim (*) - Quando nasceu o éMundial estávamos a seguir a senda de outras iniciativas como as Descidas ao Rio Minho do MDL em Tui, os Cantos na Maré da Uxía Senlle em Ponte Vedra ou o Português Perto que decorre na cidade de Ourense organizado por Noemi Pinheira.

Todos estes eventos, e ainda outros, têm em comum a vontade de comunicar que a nossa língua éMundial por meio da música, da literatura ou das conversas, em atividades onde participam diferentes habitantes do nosso planeta linguístico e as suas musicalidades se combinam orquestrando umha sinfonia à que é difícil esquivar-se.

Este ano o éMundial vai decorrer na capital económica da Galiza, mercê ao decidido apoio do Concelho de Vigo, o que permitirá dar um salto qualitativo na sua plasmaçom. O esapço das atividades será o centro histórico da cidade.

A inauguraçom terá  lugar no dia 2 no Encontro de Escritores e estará a cargo do poli-artista Xurxo Souto. O encontro literário reúne autores e autoras da Galeguia e decorrerá sobre várias temáticas perante a presença dum público que tem as portas abertas para a intervençom.

Duas exposiçons fotográficas, de Isabel Leal e Marcos Guilherme, estarám à mostra do dia 2 ao dia 9, e no sábado dia 2, na Praça da Constituiçom, terá lugar a performance Retorno a Casa  de Patrícia Oliveira com a participaçom de pombos-correio.

Até os concertos dos dias 8 e 9 terám lugar várias atividades de diferente teor, contacontos com Paula Carballeira, ateliês para crianças com Aline Frazão e Carlos Valcárcel, quatro mesas redondas (Banda Desenhada, Economia e Língua, Festivais da Lusofonia e Lusofonias a morarem na Galiza) e cinema com a projeçom de três trabalhos.

Dia 8, sexta e dia 9, sábado, desfrutaremos de sendos concertos, primeiro com Najla Shami, Xoán Curiel e Meninos Carentes na Praça da Constituiçom e depois, agora do Auditório, com a Jam session Aquarela do Brasil e a presença de Sérgio Tannus, Aline Frazão, Uxía Senlle  e muitos outros artistas que levarám a Vigo um espetáculo de grande sucesso as vezes que decorreu em Santiago de Compostela. O próprio sábado terá lugar um espetáculo poética musical e a açom percussionada do Bloquinho de Samba Aperta para preparar o ambiente.

A parte final do éMundial terá lugar no Centro Camões de Vigo, na Casa de Arins, com a celebraçom, o dia 10, do Dia de Portugal, umha exposiçom da História do Fado acompanhada de umha festa com a presença de um fadista.

Enfim, a nossa língua éMundial... mas se tem que evidenciar.

[Alargar a imagem]

 


 

(*) Valentim R. Fagim é presidente da Associaçom Galega da Língua (AGAL)

 

+ Ligaçons relacionadas: