De 'luns' a 'sexta-feira'. A evoluçom dos dias da semana em galego

Haverá uma palestra do professor José António Souto Cabo e projeçom do documentário Quarta-feira logo vem

Terça, 25 Setembro 2012 00:00

Atençom, abrirá numha nova janela. PDFVersom para impressomEnviar por E-mail
Engadir a del.icio.us Compartilhar no Twitter Compartilhar no Chuza Compartilhar no Facebook Compartilhar no DoMelhor

Três das pessoas participantes em Quarta-feira logo vem

PGL - A associaçom compostelana A Gentalha do Pichel organiza uma interessante atividade este serão voltada para a denominaçom em galego-português dos dias da semana. «De luns a sexta-feira. A evoluçom dos dias da semana em galego». A partir das 20h30 no centro social 'O Pichel', sediado no n.º 21 da Rua Santa Clara.

A atividade terá uma parte de palestra a cargo do professor José António Souto Cabo, e uma parte audiovisual com a projeçom do documentário Quarta-feira logo vem, realizado pola Comissom de Defesa da Língua da Gentalha.

O palestrante

José António Souto Cabo é professor titular na Faculdade de Filologia da Universidade de Santiago de Compostela. O seu trabalho científico tivo nos últimos tempos dous centros de interesse: a análise das coordenadas sociológicas e espácio-temporais em que assenta a lírica galego-portuguesa junto com a ediçom e estudo de obras literárias e documentaçom notarial galego-portuguesa. No primeiro campo, salientam os seus contributos sobre poetas medievais como Nuno Eanes Cerzeo (RVQ 1994), Airas (Fernandes) Carpancho (RLM 2003), Pedro Garcia de Ambroa e Pedro de Ambroa (RLM 2006). Já no segundo campo, para além da ediçom da Crónica de Santa Maria de Íria (2001), o Livro de Tristán e Livro de Merlin (2001) ou a História de S. Servando (2007), a presença do código romance na documentaçom dos sécs. XII e XIII constitui um aspeto privilegiado em diversas publicações recentes, tais como o “Inventário dos máis antigos documentos galego-portugueses” (2006) ou “Do latín ao galego(-portugués): tempos, espazos e modos para unha mudanza escritural na documentazón galega do séc. XIII” (2008). Na atualidade prepara, entre outros estudos, a ediçom do Livro da Tença do Horro (1434) e Livro III de Tenças (1463) do Arquivo da Catedral de Santiago e, em publicaçom conjunta, um glossário de léxico galego-português dos sécs. XII e XIII a partir dos textos aqui publicados.

O documentário

Quarta-feira logo vem adopta o nome com motivo de uma copla que ainda é reconhecida por muitas pessoas que já deixaram de usar estas fórmulas no dia-a-dia. O documentário, de algo mais de 10 minutos, reivindica a recuperaçom das denominações tradicionais, que alguns meios de comunicaçom já ensaiárom na última década. Em primeiro lugar recolhe testemunhos do uso vivo da sexta-feira na Límia Baixa. A seguir viaja ao extremo norte da Galiza, onde as pessoas mais velhas ainda tenhem memória do uso da quarta-feira (que chamavam carta-feira). A partir daí as gravações som realizadas polos membros da Comissom de Defesa da Língua da Gentalha em muitas aldeias da área de Compostela, concretamente para registrar a 4ª, a 5ª e a 6ª feira.

O objetivo do filme é, segundo a Gentalha do Pichel, mostrar como nestas comarcas as pessoas passárom de quinta-feira a jueves. Só nos últimos anos fôrom introduzidas através do ensino e da televisom umas novas denominações, semelhantes às do castelhano e pouco  abonadas no galego tradicional.

 

Quarta-feira logo vem (documentário)

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

 

 

Cartaz da atividade
[prima aqui para alargar a imagem]

 

+ Ligações relacionadas: